Auditores da Receita Federal querem a volta do bônus por desempenho

Completa hoje o 4º dia de greve dos auditores da Receita Federal, mobilização que tem causado prejuízos por todo o país em meio a paralisações ou atrasos nas atividades de fiscalização tributária e aduaneira. 

Auditores da Receita Federal querem a volta do bônus por desempenho
Auditores da Receita Federal querem a volta do bônus por desempenho. (Imagem: FDR)

Diante do impacto causado pela falta dos serviços prestados por estes trabalhadores, o Governo Federal tem cogitado atender ao pedido de reajuste salarial para a classe dos servidores públicos. 

Segundo informações que um técnico da equipe econômica forneceu ao O Globo, a Casa Civil já recebeu a minuta de um decreto que dispõe sobre a regulamentação do bônus por desempenho, agregado ao reajuste salarial que os auditores da Receita Federal tanto desejam receber.

Mas essa não é a única pauta em debate, pois os líderes partidários também discutem uma Medida Provisória (MP) que intenciona o reajuste do salário dos policiais. 

Na manhã desta quarta-feira, 29, os auditores fiscais realizaram uma operação padrão no Porto de Santos, o maior de toda a América Latina. A ação causará um prejuízo de R$ 125 milhões em arrecadação diária, isso incluindo os impostos do comércio exterior, de acordo com o Sindicato Nacional dos Auditores Fiscais da Receita Federal (Sindifisco)

O movimento faz parte de um protesto contra a redução do orçamento do órgão realizada pelo Governo Federal para promover o aumento no salário dos policiais conforme prometido.

No entendimento do Sindifisco, o governo não se empenhou para atender aos pedidos dos auditores da Receita Federal. O sindicato ainda argumentou que a minuta do decreto sobre o bônus por desempenho foi encaminhada à Casa Civil em 16 de setembro. 

Isso quer dizer que o clamor já tinha chegado ao conhecimento público tempos antes de os auditores da Receita Federal decidirem iniciar uma campanha em massa sobre o aumento no salário. Vale mencionar que esta é uma reivindicação que aguarda por atenção desde o ano de 2016, bem como a abertura do concurso público com o propósito de recompor os quadros do órgão.

A iniciativa em prol dos auditores da Receita Federal faz parte de uma estratégia do Palácio do Planalto. A energia reagiu freneticamente depois que o Governo Federal decidiu conceder os reajustes aos profissionais da segurança pública, como a Polícia Rodoviária Federal. 

Como resultado, em ato contínuo, 738 auditores da Receita Federal de todo o país entregaram os postos de chefia na última semana. A justificativa apresentada consiste no fato de terem sido deixados de lado.

Isso porque, a previsão orçamentária para reajustes em 2022 é de apenas R$ 1,7 bilhão, o que é considerado insuficiente, mesmo que seja apenas para o aumento dos policiais, previsto em R$ 2,8 bilhões.

Gostou do conteúdo? Siga @fdrnoticias no Instagram e FDR.com.br no Facebook para ver as últimas notícias que impactam diretamente no seu bolso e nos seus direitos.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Laura Alvarenga
Laura Alvarenga é graduada em Jornalismo pelo Centro Universitário do Triângulo em Uberlândia - MG. Iniciou a carreira na área de assessoria de comunicação, passou alguns anos trabalhando em pequenos jornais impressos locais e agora se empenha na carreira do jornalismo online através do portal FDR, onde pesquisa e produz conteúdo sobre economia, direitos sociais e finanças.