Compra de material escolar online: veja dicas de segurança e economia

Com preços mais atrativos, promoções constantes e formas facilitadas de pagamento, o hábito de realizar compras online vem se intensificando no Brasil. No último bimestre de 2021, o varejo online faturou mais de R$ 46,4 bilhões e totalizou 101 milhões de pedidos, uma alta de 19,8% em comparação com o ano anterior, segundo dados da Neotrust.

Visando a volta às aulas, muitos pais têm aderido à prática de compras de material escolar pela Internet, no entanto para aproveitar as vantagens e descontos online sem riscos e complicações, é preciso tomar alguns cuidados. Pensando nisso, Felipe Piris, líder do app Confi, que monitora as vendas reais do comércio eletrônico para proporcionar a lojistas e consumidores maior confiança no varejo digital, dá dicas para quem deseja adquirir itens escolares com segurança e sem sair de casa.

1- Verifique a confiabilidade do site

Na hora de comprar materiais para a volta às aulas, é importante estar atento à confiabilidade dos sites. Piris explica que o consumidor precisa observar alguns sinais para não cair em golpes, como preços chamativos bem abaixo da média e promoções com descontos excessivos. “Uma das principais formas de se prevenir é averiguar a reputação da loja virtual através de buscas na Internet, analisar a avaliação de compradores e verificar se o site possui certificados de criptografia, que garantem a proteção de dados e a segurança de acesso”, explica.

2- Pesquise e compare preços

Piris conta que para obter vantagens durante as compras online, é fundamental pesquisar bastante e principalmente comparar os preços entre as lojas virtuais. “O comprador deve observar as variações de valores dos materiais escolares, que podem ser expressivos. Por isso, é recomendado a elaboração de um planejamento de compras, visando aproveitar as melhores ofertas e economizar ao máximo”, afirma o líder do app Confi.

3- Atente-se às datas de entrega

Um ponto importante para as compras de material escolar online é se atentar aos prazos de entrega. Felipe Piris afirma que os pais precisam verificar os preços e melhores condições de aquisição, além da logística de envio e da data para recebimento dos itens, que também devem ser levados em consideração. “Para evitar frustração com atrasos, é indicado realizar a compra de forma antecipada, atentando-se ao prazo estimado pela loja virtual”, orienta.

4- Proteja seus dados

Dispor de ferramentas pensadas para a segurança do usuário durante as compras online ajuda a garantir mais confiança na relação entre consumidores e lojas digitais. O especialista aponta que o app Confi é um ótimo exemplo disso, pois o aplicativo assegura maior proteção de dados, por meio do monitoramento de CPFs, e identifica ações fraudulentas. “O app emite notificações em tempo real para preservar o usuário de golpes e compras indevidas em seu nome. Além disso, a plataforma conta com mais de 3 mil lojas certificadas e com selo de confiança para que o comprador possa adquirir seus produtos escolares com suporte e tranquilidade”, finaliza.

Sobre a Confi

Fusão das empresas Compre & Confie com o app Vipy, a Confi é uma ferramenta que conecta pessoas, empresas e soluções em uma jornada online mais transparente e segura. Com informações de qualidade, o app Confi monitora vendas reais do comércio eletrônico para proporcionar a lojistas e consumidores a maior rede de confiança do varejo digital. É parte do ecossistema digital do T.group.

Gostou do conteúdo? Siga @fdrnoticias no Instagram e FDR.com.br no Facebook para ver as últimas notícias que impactam diretamente no seu bolso e nos seus direitos.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Victor Barboza
Editor-chefe do portal de notícias FDR. É responsável por toda a apuração e compartilhamento de informações, sempre presando pela qualidade e independências das notícias veiculadas. Especialista em finanças. Possui MBA em Gestão de Negócios pela USP e Graduação em Gestão Financeira pela Estácio. Possui especializações e trabalhos acadêmicos nas áreas de educação financeira, investimentos, fintechs, gestão empresarial e psicologia econômica. É fundador da GFCriativa e Co-Fundador da Fincatch. Trabalhou com gestão financeira nas startups Tendere e Strategy Manager.