Material Escolar: confira 6 sites para te ajudar a economizar nas compras

Pontos-chave
  • Em janeiro, os responsáveis pelas crianças precisam gastar dinheiro com o material escolar;
  • Neste ano, os materiais estão mais caros;
  • O ideal é pesquisar antes de comprar.

No mês de janeiro, os pais e responsáveis começam a procura os materiais escolares ficam preocupados. Saiba aqui sites para te ajudar a economizar na hora das compras dos itens da lista escolar.

publicidade

Neste ano, os materiais escolares estarão mais caros, pois acompanharão a alta da inflação e do dólar. Confira mais dicas para economizar nas compras.

Como economizar?

Reutilize materiais

Antes de ir para as compras,verifique se os itens utilizados no ano passado estão em bom estado e se podem ser reutilizados. Estojo, régua, lápis de cor, tesoura e dicionário, por exemplo, normalmente podem ser reutilizados.

Pesquise antes 

Antes de ir as compras,pesquise os preços em diferentes pontos de venda, como papelarias, lojas de departamentos e lojas online. Compare também os preços entre marcas distintas. Os livros didáticos, costumam pesar mais no bolso dos pais e responsáveis, uma opção para economizar é  comprá-los diretamente da editora ou adquiri-los de sebos, lugar que vende livros usados.

publicidade

Não compre pelos personagens

Fuja os personagens famosos, pois os materiais que possuem acabam saindo mais caros. Caso seja possível, não leve as crianças para comprar os materiais.

Faça trocas

Os materiais antigos podem ser trocados com outros pais, amigos ou vizinhos. Pergunte se eles possuem algum material que é possível reutilizar.

Sites que podem te ajudar nas compras?

Buscapé, Zoom e Já Cotei

São plataformas que possuem um sistema de pesquisa onde são comparados os preços de qualquer tipo de produto em inúmeros sites de comércio eletrônico através da internet, oferecendo sempre os melhores preços e as melhores lojas para comprar o produto sobre o qual foi feita a pesquisa.

Enjoei 

O Enjoei é um site para vendas online de roupas, sapatos, bolsas, itens de decoração, celular, eletrônicos e outros produtos. Os usuários podem utilizar o site ou o app do Enjoei, disponível para celulares Android e iPhone (iOS), para desapegar de peças que não utilizam mais ou que estão novas e vendê-las. Além disso, é possível encontrar produtos de marca com preços mais baixos. O site aceita pagamentos à vista no boleto e em até dez vezes nos cartões de crédito Visa e MasterCard.

No site é possível realizar compra de materiais usados.

Estante Virtual

A Estante Virtual foi lançada em 2005 reunindo acervos, até então dispersos, em um único portal de oferta de livros para facilitar a vida de leitores, em busca de diferentes obras. Desde então, nossa rede de parceiros não para de evoluir, sem falar na conquista de novos leitores todos os dias. Somos referência, sobretudo no segmento acadêmico, reunindo apaixonados por literatura em todo o país.

publicidade

No site é possível comprar  livros usados, assim, você pode adquirir o livro sem gastar muito.

Méliuz 

O Méliuz é um portal, totalmente gratuito que disponibiliza, cupons de desconto das melhores lojas online do Brasil e ainda te devolve parte do valor gasto em suas compras, direto em sua conta bancária..

Assim, as compras podem ser feitas e ainda é possível receber cashback.

publicidade

Os donos da empresa são  os mineiros Israel Salmen e Ofli Guimarães, que, insatisfeitos com os programas de fidelidade que existem no mercado, decidiram criar o Méliuz.

Como funciona o Méliuz?

1- Busque pela loja no site ou app do Méliuz;

2- Clique em ‘Ativar cashback’;

publicidade

3- Faça sua compra no site da loja, que será aberto automaticamente – escolha a forma de pagamento que preferir.

Como resgatar o cashback?

Completando R$ 20 de saldo disponível na conta do Méliuz, você pode solicitar o resgate do valor para sua conta corrente ou poupança, pelo site ou app do Méliuz.

Esteja atenta aos seus direitos

Nem tudo pode ser pedido pela escola na lista de materiais. Não pode ser solicitado pela instituição produtos de uso coletivo, como os de higiene, limpeza, copos e talheres descartáveis, grandes quantidades de papel, grampos e pastas classificadoras.

Clique aqui e aperte o botão "Seguir" para você ser o primeiro a receber as últimas informações sobre este assunto no seu celular!

publicidade

A escola também não pode exigir marcas ou locais de compra específicos para o material, tampouco que os produtos sejam adquiridos no próprio estabelecimento de ensino, exceto para artigos que não são vendidos no comércio, como apostilas pedagógicas próprias do método de ensino da escola. Fora isso, a exigência de compra no estabelecimento de ensino configura venda casada e é proibida pelo Código de Defesa do Consumidor.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Jheniffer Freitas
Jheniffer Aparecida Corrêa Freitas é formada em Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes. Atuou como assessora de imprensa da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo e da Secretarial Estadual da Saúde de São Paulo. Há dois anos é redatora do portal FDR, onde acumula bastante experiência em produção de notícias sobre economia popular e finanças.