Quarentena: com aumento de casos de covid, primeira cidade de SP volta a ter medidas restritivas

Em uma pequena cidade do Estado de São Paulo (SP), os moradores voltam a enfrentar uma nova quarentena. Em decorrência do aumento no número de casos de covid, a Prefeitura de Amparo, situada em uma região conhecida por Circuito das Águas, decretou o fechamento de bares e restaurantes a partir das 22h.

publicidade

A medida tem o intuito de evitar a disseminação da covid no município próximo a Campinas. O que tem sido visto como uma espécie de quarentena entra em vigor nesta sexta-feira, 7. Esta é a primeira decisão que o município precisou tomar neste sentido, além de também ser a primeira medida restritiva de toda a região paulista em 2022.

É importante explicar que, apesar de as regras impostas pelo governo estadual liberarem na íntegra todas as atividades, os municípios têm autonomia para estabelecerem as próprias regras. A cidade composta por 72 mil habitantes enfrenta um novo surto de covid provocado pelo alto número de pessoas em tratamento após o diagnóstico positivo para o vírus.

Dentro do período de sete dias, o número subiu 12 vezes, de 16 para 194, de acordo com dados oficiais. O decreto atual exige que os bares, restaurantes e lanchonetes devem encerrar o atendimento presencial às 22h. A tolerância será de apenas uma hora para que a equipe dos estabelecimentos concluam o encerramento das atividades. 

publicidade

Deste horário em diante apenas o delivery será autorizado, ficando proibida também a retirada de alimentos no local. Mas se engana quem pensa que o decreto sobre a quarentena abrange apenas os bares e restaurantes.

Pois eventos como o consumo de bebidas alcoólicas, reuniões, concentração ou permanência de pessoas estão proibidos após as 23h em vias públicas, praças, calçadas, parques ou nas proximidades de estabelecimentos comerciais. 

Se por acaso algum cidadão da cidade de Amparo for flagrado bebendo, ele poderá receber uma multa cujo valor pode chegar a R$ 1,5 mil. No caso do fornecedor, essa o custo dessa sanção pode chegar a R$ 3 mil. 

A Prefeitura de Amparo também proibiu qualquer atividade que possa gerar aglomeração de pessoas. É o caso de reuniões festivas até de entretenimento de qualquer natureza. Neste cenário, a multa pela infração pode variar de R$ 5 mil a R$ 10 mil. 

Contudo, tendo em vista que a decisão foi repentina, o decreto permite exceções para festa que já estavam agendadas até este domingo, 9, desde que o funcionamento seja exclusivamente no formato de buffets. 

Para participar de tais celebrações, é preciso apresentar um comprovante de vacina com as duas doses ou dose única, no caso da Janssen. Os convidados ainda precisam manter um distanciamento de 1,5m e a pista de dança deve permanecer fechada.

publicidade

Já no que compete à locação de imóveis para temporada, veraneio, eventos e festas, também são atividades e serviços suspensos por hora. A multa por descumprimento será de R$ 6 mil para o proprietário e R$ 3 mil para o locatário.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Laura Alvarenga
Laura Alvarenga é graduada em Jornalismo pelo Centro Universitário do Triângulo em Uberlândia - MG. Iniciou a carreira na área de assessoria de comunicação, passou alguns anos trabalhando em pequenos jornais impressos locais e agora se empenha na carreira do jornalismo online através do portal FDR, onde pesquisa e produz conteúdo sobre economia, direitos sociais e finanças.