Tá Valendo! Confira como a Bolsa de Valores começou o ano de 2022

Nesta segunda-feira (3), a Bolsa de Valores brasileira, a B3, teve o primeiro pregão de 2022. Apesar de abrir o dia em alta, o Ibovespa, principal índice da Bolsa, fechou em queda de 0,86%, a 103.921 pontos. O volume financeiro foi de R$ 24,6 bilhões. No dia, foram realizados 4,5 milhões de negócios.

Tá Valendo! Confira como a Bolsa de Valores começou o ano de 2022
Tá Valendo! Confira como a Bolsa de Valores começou o ano de 2022 (Imagem: Montagem/FDR)

Apesar do desempenho positivo no início do pregão, a perspectiva mudou no final da manhã. A performance negativa se manteve até o final da sessão desta segunda.

O resultado acompanhou a forte queda de ações ligadas aos setores de varejo, tecnologia e imobiliário. Em 2021, estes segmentos foram impactados com o cenário macroeconômico do país. No ano passado, o índice da Bolsa de Valores acumulou queda de 11,93%. Esta tinha sido a primeira queda anual desde 2015.

Fatores que acompanharam o desempenho da Bolsa de Valores

À Reuters, o economista-chefe da Órama Investimentos, afirmou que as preocupações com o crescimento econômico brasileiro, inflação, impacto do ciclo de alta de juros, e cena fiscal pressionaram o Ibovespa.

O mercado financeiro, por meio do boletim Focus, passou a prever menor crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) em 2022. A estimativa passou de 0,42% para 0,36%. De qualquer modo, não houve revisão nas perspectivas para a taxa de juros e inflação.

No cenário fiscal, houve alta na pressão de servidores por reajustes. O Sindicato Nacional dos Funcionários do Banco Central (Sinal) apontou que pode entregar postos comissionados.

Outras categorias também fazem parte desse movimento. A tendência acontece após a previsão, no Orçamento deste ano, de reajuste para certas categoriais policiais.

O mercado ainda observa a situação do presidente Jair Bolsonaro. Ele foi internado com obstrução intestinal. Segundo o hospital, não há previsão de alta. O principal médico, Antônio Luiz Macedo, analisará se será preciso uma cirurgia.

Ações que se destacaram no dia

As maiores altas do pregão desta segunda foram:

  1. CNS Mineração (CMIN3): variação de 4,60%
  2. BRF (BRFS3): variação de 3,11%
  3. Itaú Unibanco (ITUB4): variação de 2,75%
  4. Petrobras (PETR3): variação de 2,67%
  5. Santander BR (SANB11): 2,54%

Por outro lado, as maiores quedas desta sessão foram:

  1. Cyrela Realt (CYRE3): variação de -7,98%
  2. Alpargatas (ALPA4): variação de -7,00%
  3. Magazine Luiza (MGLU3): variação de: -6,93%
  4. Multiplan (MULT3): variação de -6,78%
  5. JHSF Participações (JHSF3): variação de -6,63%

Gostou do conteúdo? Siga @fdrnoticias no Instagram e FDR.com.br no Facebook para ver as últimas notícias que impactam diretamente no seu bolso e nos seus direitos.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Silvio Souza
Silvio Suehiro Souza é formado em Comunicação Social - Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes (UMC). Desde 2019 dedica-se à redação do portal FDR, onde tem acumulado experiência e vasto conhecimento na área ligada a economia, finanças e investimentos. Além disso, Silvio produz análises sobre produtos e serviços financeiros, sempre prezando pela imparcialidade e informações confiáveis.