Novo salário mínimo, PIS/PASEP, vale-gás, Tarifa Social e mais novidades de 2022

Pontos-chave
  • É o novo salário mínimo de 2022 que vai definir o piso e o teto de diversos outros programas sociais;
  • Os vulneráveis que estão dentro de dois cadastros poderão receber descontos em sua conta de energia;
  • Abono PIS/PASEP começa a ser pago a partir deste ano de 2022.

Com a chegada de um novo ano, os brasileiros vão lidar com novidades nos programas de assistência social e trabalhista. Entre eles, a resolução de um novo salário mínimo, o início do PIS/PASEP, o pagamento do vale-gás para os vulneráveis e a inclusão na Tarifa Social.

2021 não foi um ano fácil, além da continuidade da pandemia do coronavírus, o desemprego e alta da inflação marcaram os brasileiros. Por consequência, o poder de compra foi reduzido e os custos ficaram maiores.

Agora, para esse ano, muitos estão contando com os reajustes em programas sociais e as possíveis baixas dos valores. Confira!

Novo salário mínimo

É o novo salário mínimo de 2022 que vai definir o piso e o teto de diversos outros programas sociais. Com base na inflação, o reajuste foi de 10,18% e passou de R$ 1.100 para R$ 1.212. 

Ainda que o salário mínimo tenha sido reajustado, o acréscimo não aumenta o poder de compra do brasileiro, ou seja, pouco faz diferença no orçamento final de uma família. De acordo com uma pesquisa da Dieese, o valor ideal de salário mínimo para sustentar uma família de quatro pessoas seria de R$ 6 mil. 

Tarifa Social

A grande novidade deste ano dentro do programa Tarifa Social de Energia Elétrica é a inclusão automática para famílias do Cadastro Único, e aquelas que recebem o Benefício de Prestação Continuada (BPC).

Isso significa que os vulneráveis que estão dentro desses dois cadastros poderão receber descontos em sua conta de energia. Hoje, os descontos vão de 10% a 65% dependendo do consumo familiar e da companhia elétrica da região.

Segundo dados da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), existe uma estimativa de que pelo menos 11,3 milhões de famílias passem a ser beneficiadas a partir deste mês de janeiro. 

Abono PIS/PASEP

Depois de ficar suspenso no segundo semestre de 2021, o abono PIS/PASEP começa a ser pago a partir deste ano de 2022. Serão inclusos aqueles que trabalharam em 2020 e ainda não foram contemplados.

Bem como, os atuantes durante 2021 que também não receberam suas parcelas devido a suspensão. Os pagamentos devem começar logo neste início do ano, mas o calendário oficial não foi divulgado pelo governo federal.

O Ministério do Trabalho e Previdência acredita que pelo menos 23 milhões de pessoas devam receber o abono. O Programa de Integração Social (PIS) é pago para funcionários de empresas privadas, por intermédio da Caixa Econômica.

Enquanto isso, o Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público (PASEP) é pago pelo Banco do Brasil aos funcionários públicos.

O valor do abono salarial depende dos meses trabalhados no ano de contagem, com teto igual a um salário mínimo de R$ 1.212 para quem atuou durante os doze meses do ano.

Vale-gás

Valendo desde dezembro para apenas dois estados do Brasil, Minas Gerais e Bahia, o pagamento de R$ 52 do vale-gás deve atingir 5,5 milhões de famílias brasileiras.

O valor será repassado a cada dois meses, e equivale a metade do valor de um botijão de gás de 13 quilos. Para receber, a família precisa estar inscrita no Cadastro Único ou ser recebedora do BPC.

Além disso, ter renda familiar de no máximo um salário mínimo por pessoa. Como o número de famílias aptas ao recebimento é menor do que o orçamento para contemplados, alguns critérios foram estabelecidos.

Entre eles, os de priorizar aqueles que possuem menor renda e maior número de pessoas na mesma residência. Para o grupo geral, o calendário começa a partir de 18 de janeiro. 

  • NIS final 1: 18 de janeiro
  • NIS final 2: 19 de janeiro
  • NIS final 3: 20 de janeiro
  • NIS final 4: 21 de janeiro
  • NIS final 5: 24 de janeiro
  • NIS final 6: 25 de janeiro
  • NIS final 7: 26 de janeiro
  • NIS final 8: 27 de janeiro
  • NIS final 9: 28 de janeiro
  • NIS final 0: 30 de janeiro

Auxílio Brasil

O mais aguardado programa social do país saiu do papel em novembro, o Auxílio Brasil pagou em média R$ 217 na sua primeira parcela. No mês seguinte, dezembro, foi liberada a parcela de R$ 400 por família inscrita. 

Na ocasião, receberam todos aqueles que já estavam no Bolsa Família e migraram automaticamente para o novo programa. Agora, o Ministério da Cidadania afirma que novos 2,7 milhões foram inclusos no programa e começam a receber o benefício em janeiro.

Para saber se foi incluso nesta rodada, basta baixar o app Auxílio Brasil e criar seu login com o número do CPF e NIS.

Gostou do conteúdo? Siga @fdrnoticias no Instagram e FDR.com.br no Facebook para ver as últimas notícias que impactam diretamente no seu bolso e nos seus direitos.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Lila Cunha
Lila Cunha é formada em jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes (UMC). Atua como repórter especial para o portal FDR. É responsável por selecionar as informações abordadas e garantir o padrão de qualidade das notícias veiculadas. Além disso, trabalha com apuração de hard news desde 2019, cobrindo o universo econômico em escala nacional.