Auxílio Gás: Bolsonaro libera R$ 300 bi para o benefício; saiba quem tem direito

Governo federal aprova orçamento para a concessão do auxílio gás. Nessa quarta-feira (22), o presidente Jair Bolsonaro liberou R$ 300 milhões para financiar o novo projeto social que ajudará a população a financiar o botijão de gás. O abono deve ser concedido a partir de janeiro, com foco nos beneficiários do Auxílio Brasil. Acompanhe.

publicidade
Senado analisa programa que libera auxílio gás para famílias de baixa renda. (Imagem: Preço do Gás)
Senado analisa programa que libera auxílio gás para famílias de baixa renda. (Imagem: Preço do Gás)

Diante da atual crise econômica, o preço do botijão de gás ultrapassou a média de R$ 100. Milhares de brasileiros ficaram sem ter como custear o combustível, de modo que o governo federal aprovasse a concessão de um auxílio gás. A proposta foi sancionada por Bolsonaro e terá um custo de R$ 300 milhões.

Bolsonaro aprova orçamento do auxílio gás

De acordo com as últimas informações liberadas pela equipe econômica, o projeto teve seu orçamento validado no Congresso. Isso implica dizer que sua concessão poderá ser feita entre dezembro e janeiro.

publicidade

Cada família terá uma ajuda de custo no valor de R$ 55, o que financia ao menos 50% do valor total do botijão doméstico de 13 quilos. Segundo a Secretaria-Geral, com a aprovação do orçamento o programa passa a ser incluso na Lei Orçamentária, sem violar o teto de gastos.

Quem tem direito?

O projeto será destinado especificamente para a população de baixa renda que comprovar a vulnerabilidade social a partir das seguintes exigências:

  • Estiver inscrito no Cadastro Único (CadÚnico);
  • Apresentar renda mensal per capita de até meio salário mínimo, R$ 550;
  • Possuir da composição familiar pessoas que recebem o Benefício de Prestação Continuada (BPC).

Para se candidatar há uma vaga no CadÚnico é preciso:

  • procurar o CRAS ou posto do CadÚnico;
  • organizar a documentação necessária;
  • realizar a entrevista de cadastramento.

Quem tem acesso ao Cadastro Único

  • Famílias com renda mensal de até meio salário mínimo por pessoa (R$ 550,00);
  • Famílias com renda mensal total de até três salários mínimos (R$ 3.300,00); ou
  • Famílias com renda maior que três salários mínimos, desde que o cadastramento esteja vinculado à inclusão em programas sociais nas três esferas do governo;
  • Pessoas que vivem em situação de rua (sozinhas ou com a família).
publicidade

Para mais informações sobre o vale gás acesse nossa página de benefícios.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!