Auxílio Gás: Bolsonaro libera R$ 300 bi para o benefício; saiba quem tem direito

Governo federal aprova orçamento para a concessão do auxílio gás. Nessa quarta-feira (22), o presidente Jair Bolsonaro liberou R$ 300 milhões para financiar o novo projeto social que ajudará a população a financiar o botijão de gás. O abono deve ser concedido a partir de janeiro, com foco nos beneficiários do Auxílio Brasil. Acompanhe.

Senado analisa programa que libera auxílio gás para famílias de baixa renda. (Imagem: Preço do Gás)
Senado analisa programa que libera auxílio gás para famílias de baixa renda. (Imagem: Preço do Gás)

Diante da atual crise econômica, o preço do botijão de gás ultrapassou a média de R$ 100. Milhares de brasileiros ficaram sem ter como custear o combustível, de modo que o governo federal aprovasse a concessão de um auxílio gás. A proposta foi sancionada por Bolsonaro e terá um custo de R$ 300 milhões.

Bolsonaro aprova orçamento do auxílio gás

De acordo com as últimas informações liberadas pela equipe econômica, o projeto teve seu orçamento validado no Congresso. Isso implica dizer que sua concessão poderá ser feita entre dezembro e janeiro.

Cada família terá uma ajuda de custo no valor de R$ 55, o que financia ao menos 50% do valor total do botijão doméstico de 13 quilos. Segundo a Secretaria-Geral, com a aprovação do orçamento o programa passa a ser incluso na Lei Orçamentária, sem violar o teto de gastos.

Quem tem direito?

O projeto será destinado especificamente para a população de baixa renda que comprovar a vulnerabilidade social a partir das seguintes exigências:

  • Estiver inscrito no Cadastro Único (CadÚnico);
  • Apresentar renda mensal per capita de até meio salário mínimo, R$ 550;
  • Possuir da composição familiar pessoas que recebem o Benefício de Prestação Continuada (BPC).

Para se candidatar há uma vaga no CadÚnico é preciso:

  • procurar o CRAS ou posto do CadÚnico;
  • organizar a documentação necessária;
  • realizar a entrevista de cadastramento.

Quem tem acesso ao Cadastro Único

  • Famílias com renda mensal de até meio salário mínimo por pessoa (R$ 550,00);
  • Famílias com renda mensal total de até três salários mínimos (R$ 3.300,00); ou
  • Famílias com renda maior que três salários mínimos, desde que o cadastramento esteja vinculado à inclusão em programas sociais nas três esferas do governo;
  • Pessoas que vivem em situação de rua (sozinhas ou com a família).

Para mais informações sobre o vale gás acesse nossa página de benefícios.

Gostou do conteúdo? Siga @fdrnoticias no Instagram e FDR.com.br no Facebook para ver as últimas notícias que impactam diretamente no seu bolso e nos seus direitos.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Eduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestranda em ciências da linguagem na Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo pela mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR, onde já acumula anos de experiência e pesquisas sobre economia popular e direitos sociais.