Banco Inter seleciona os melhores investimentos para 2022; confira quais são

Neste ano, em meio ao aumento recorrente da taxa Selic, diversos investidores passaram a migrar para a renda fixa. Apesar disso, ainda há opções na renda fixa a serem consideradas. Segundo análise do Banco Inter, conheça as opções indicadas de investimentos para 2022.

Clique aqui e aperte o botão "Seguir" para você ser o primeiro a receber as últimas informações sobre este assunto no seu celular!

publicidade
Banco Inter seleciona os melhores investimentos para 2022; confira quais são
Banco Inter seleciona os melhores investimentos para 2022; confira quais são (Imagem: Montagem/FDR)

Mesmo com situação adversa nos preços de tela, as companhias de capital aberto na B3 (B3SA3) divulgaram lucros maiores no terceiro trimestre deste ano.

Em comparação ao mesmo período de 2020, a alta de 125% foi suportada pela elevação das commodities. A Vale (VALE3) e Petrobras (PETR3;PETR4) representam 40% do volume total.

publicidade

Diante da subida recente dos juros, os investidores podem se questionar se ainda vale a pena apostar em dividendos.

Melhores opções de investimentos para 2022 podem variar conforme o perfil

De acordo com o Banco Inter (BIDI11), antes de tudo, a pessoa deve se atentar ao seu perfil. No caso de quem prefere a renda variável — e suporta volatilidade —, uma carteira diversificada, que beneficie os dividendos, aparece como uma melhor opção.

De qualquer forma, vale destacar que, em 2022, a volatilidade deve ser maior. Isso se deve por ser um ano eleitoral.

Por outro lado, quem prefere menos variações na carteira — e opta por ter uma projeção de ganhos mais palpável — deve diversificar os ativos com maior concentração nos títulos de renda fixa. Com isso, será possível aproveitar o patamar atual da taxa Selic, de 9,25% ao ano.

Os analistas do banco avaliam que a Selic atual faz o Ibovespa chegara 7,8% de dividend yield ao ano — mesmo que a elevação da taxa básica de juros afete negativamente o mercado de capitais.

Após controlada a inflação, os analistas alegam que a Selic também indica que a taxa de juros deve voltar a níveis mais baixos. Sendo assim, para o longo prazo, o Banco Inter afirma que os dividendos são favoritos.

publicidade

Panorama dos dividendos na Bolsa por setor

Conforme o relatório assinado pela equipe de Research, algumas companhias podem pagar dividend yield maior do que a Selic. Por setor, esta é a análise do Inter:

  • Siderurgia e Mineração: em 2022, as projeções seguem positivas. Companhias com o Vale (VALE3) e CSN Mineração (CMIN3) devem aparecer em situação confortável.
  • Óleo e Gás: a Petrobras (PETR4) vem apresentando resultados positivos. Nos próximos cinco anos, a companhia visa distribuir cerca de US$ 65 bilhões em dividendos.
  • Serviços Financeiros: ao mesmo passo que os bancos recuperem seus níveis de capitais, analistas preveem que, em 2022, maiores payouts podem ser pagos. Contudo, há o desafio da alta na inadimplência no ano que vem e desaceleração do crescimento de crédito.
  • Elétrico: diante da estagnação do crescimento econômico e arrefecimentos das commodities, o próximo ano pode ser desafiador para o setor. Por conta da crise hídrica, as empresas ligadas a geração hídrica tiveram queda na lucratividade. Já as companhias com usinas térmicas apresentaram maior volume despachado ao longo deste ano. Contudo, o Inter acredita que a situação se reverterá em 2022, em meio à melhora do período úmido.
  • Frigoríficos: as companhias deste setor devem passar por cenários desafiadores. A rentabilidade do mercado interno deve ser afetada pela redução do poder de compra das pessoas e incertezas do período eleitoral. O Inter destaca positivamente as empresas que têm atividades nos Estados Unidos como a Marfrig (MRFG3) e JBS (JBSS3), que registraram retornos maiores.

publicidade

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Silvio Souza
Silvio Suehiro Souza é formado em Comunicação Social - Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes (UMC). Desde 2019 dedica-se à redação do portal FDR, onde tem acumulado experiência e vasto conhecimento na área ligada a economia, finanças e investimentos. Além disso, Silvio produz análises sobre produtos e serviços financeiros, sempre prezando pela imparcialidade e informações confiáveis.