20 formas de economizar com a ceia de Natal e os presentes do fim de ano

Faltam pouco mais de 4 dias para a comemoração de Natal, e os brasileiros, como de costume, estão deixando para fazer as compras de última hora. Segundo a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), R$ 57,8 bilhões devem ser movimentados no varejo com as vendas desse ano.

publicidade

O número mostra uma alta de 9,8% no faturamento para esse setor, comparado com os registrados do ano passado. A associação de shoppings (Abrasce) mostra que em 75% dos shoppings do país a preferência dos consumidores deve ser por itens de vestuário. Em seguida, perfumes e cosméticos com 66%.

Uma pesquisa levantada pelo jornal Folha de São Paulo, mostrou que nesse último final de semana as ruas mais movimentadas da capital paulista, como a 25 de março, tiveram pouca circulação de pessoas. A preferência dos consumidores ficou para brinquedos e itens infantis.

O grande fator que deve explicar a criação de prioridades antes das compras, é a alta no valor dos itens básicos e mercadorias em geral. Além, é claro, da diminuição da renda do trabalhador brasileiro. 

publicidade

Por exemplo, hoje para comprar os itens da cesta básica o cidadão precisa comprometer pelo menos 60% do valor do salário mínimo, que paga R$ 1.100.

Logo, quem ganha dentro do piso nacional precisa organizar sua renda considerando os gastos fixos do mês, como: água, luz, telefone, internet, supermercado, aluguel, gás de cozinha. E ainda, buscar formas de direcionar parte do seu dinheiro para as compras do final de ano.

Ufa! Haja planejamento para conseguir unir o agradável ao necessário.

Dicas para gastar menos na ceia e presentes de Natal

Presentes:

  1. Compre produtos de artesãos e pequenas empresas

Além de incentivar o pequeno empreendedor, e movimentar a renda de milhões de brasileiros, você pode pagar mais barato em itens que custam uma fortuna nas grandes marcas.

Por exemplo, um chocotone que pode chegar a R$ 110,00 nas grandes lojas de chocolate, pode ser encontrado por até R$ 80 em uma pequena confeitaria.

2. Priorize a lista de presentes entre os amigos e parentes próximos 

publicidade

A gente sabe, dá vontade de presentear todos os mais queridos amigos e familiares que fizeram a diferença no seu ano. Mas, esteja ciente de que nem todos poderão ser inclusos na sua lista de presente.

O ideal é priorizar os familiares de grau mais próximo, e os amigos que convivem com você ou fizeram uma grande diferença na sua vida por um motivo especial. Por exemplo, as vezes vale a pena deixar de lado a blusinha da sua tia para presentear com uma caixa de bombons o médico que salvou sua vida.

3. Pesquise, pesquise, pense e depois compre!

publicidade

A internet está aí para te ajudar na hora da pesquisa. Acredite, um mesmo produto pode ter valor diferente de acordo com o site. E mais, você pode economizar escolhendo aquele que tem frete grátis, ou o menor valor de frete.

4. Compras presenciais podem ser uma boa opção 

Estamos acostumados a comprar no Mercado Livre, Elo 7, e lojas online em geral. No entanto, a compra presencial tem um ponto forte que a online não tem: a pechincha. Isso mesmo, aquele chorinho por um desconto pode ser decisivo.

publicidade

Além disso, diminuem as chances de cair em um golpe, ou de comprar um item que não lhe serve, a cor não te agrada e etc.

5. Brechós, berganhas e itens de segunda mão também são presentes 

Com a grana mais curta, comprar um item de brechó pode ser mais econômico. Por ser uma peça de segunda mão, o valor tende a cair. E você pode, inclusive, conseguir aquele item de grife que sempre sonhou, mas por um valor que cabe no bolso.

publicidade

Tem mais, as berganhas, ou rolos, como são conhecidas as trocas, também são uma solução. Trocar um item que não te serve mais por um novo ou de segunda mão rendem um bom presente.

6. Faça cartões ou vale presentes 

Limitou o valor do presente? Você pode dar o valor em dinheiro para o presenteado, ou comprar em uma loja um cartão presente com um limite de valor. Com ele, a pessoa consegue comprar o que quiser dentro do que você pôde pagar.

publicidade

7. Faça você mesmo!

Além de criativo, os itens feitos pela própria pessoa têm um carinho a mais. Você pode fazer uma cesta de doces, pirulitos de chocolate, um poema, uma música, personalização de camisetas e muito mais.

8. Lojas de rua vs Lojas de shopping: compare!

publicidade

Embora a grande vantagem das lojas de shopping seja a praticidade, tanto em questão de horário de funcionamento como de proximidade com outros comércios, essas lojas podem ter valores mais altos.

Isso porque, são em sua maioria lojas de grandes marcas, e por isso padronizadas no valor. No comércio de rua, além de não se prender a marca, você consegue mais chances de desconto, e pode encontrar itens mais baratos.

         9. Divida o valor dos presentes com alguém

publicidade

Pensando em presentar seu afilhado? Peça para a outra madrinha, ou padrinho, dividir com você o valor total do presente da criança/jovem. Além de conseguir dar o que ele tanto gostaria, o valor fica menor para os dois lados.

   10. Pague à vista e tenha descontos 

Nem sempre é fácil pagar algum item à vista, tanto pelo valor quanto pelo planejamento, mas essa é a melhor opção. Além de conseguir um desconto, principalmente no pagamento em dinheiro ou PIX, você ainda deixa de ter uma conta prorrogada até o próximo ano de um item que já foi usado e até esquecido.

publicidade

Ceia:

11. Use aplicativos e clubes de desconto 

Ainda não se cadastrou em nenhum aplicativo ou clube de desconto? Essa é a hora, grandes redes de supermercados, como o Extra e Assaí, oferecem valores diferenciados para os clientes que assinam esse tipo de programa.

12. Faça substituições dos produtos 

publicidade

Informações do Instituto Brasileiro de Economia (Ibre) da Fundação Getulio Vargas (FGV), mostram que a ceia de Natal está 7,93% mais cara neste ano, em comparação ao ano passado. Frango, ovos e carne são alguns dos itens que encareceram.

Uma solução é substituir esses itens, por exemplo, o frango por um peixe mais barato, a carne de primeira pela de segunda. E mais, evite produtos internacionais, já que o dólar está mais alto e afeta o valor da comida.

13. Reduza as porções 

Se no Natal do ano passado você fez três pudins, a dica para esse ano é fazer um pudim e um mousse, que vai sair mais barato. Troque o frango inteiro por coxa e sobrecoxa. E prefira os sucos naturais aos industrializados, já que estes vão render mais e terão valor menor.

 14. Divida o valor da ceia com os amigos e familiares 

Dessa vez não vai dar para bancar tudo, e os amigos e familiares vão entender isso numa boa. Ser anfitrião é muito mais receber bem os seus convidados, do que arcar com as contas deles. Dividida a comilança entre a turma, o resultado será um Natal mais farto e barato para todos.

15. Crie um orçamento limite para gastar na ceia 

Esta é a mesma ideia dos presentes, você tem que saber o quanto pode gastar com comida e bebida. Antes de ir ao supermercado, liste tudo que precisa comprar e crie um limite de valor para não ser surpreendido no final.

16. Visite as redes sociais do supermercados do seu bairro 

Antes de ir as compras busque pelas redes sociais, tanto Instagram e Facebook, quanto o site da rede de mercados que você gosta. Por lá, eles costumam postar os valores dos itens mais procurados e o folheto com as principais ofertas.

17. Aproveite os dias de promoção e ofertas

Os supermercados mais conhecidos, como o Alabarce, Carrefour, Extra e outros, costumam dedicar um ou dois dias da semana para as promoções. Fique de olho nesse calendário, e aproveite para comprar os itens mais baratos.

18. Compras no atacado podem ser uma boa solução 

Mesmo que a sua família seja pequena, adquirir os itens no atacado pode ser uma boa solução. Isso porque, eles saem mais baratos e vão render mais. Fique de olho na data de vencimento, a caixa de leite que comprou nessa semana pode ser usada até o mês de fevereiro, e te fará economizar.

19. Faça feira 

Como esquecer da boa e tradicional feira de rua. Indo até lá bem de manhãzinha você encontra produtos frescos, normalmente frutas, verduras, peixes, temperos e utensílios, e com valor menor do que o do mercado.

No fim da manhã, lá pelas 11h, a xepa da feira pode te ajudar a economizar e não deixar de comprar aquele item indispensável para a ceia de Natal. Claro, fique de olho na qualidade do produto.

 20. Calma, o Natal é uma vez por ano, mas a convivência é todo dia

Não precisa se cobrar demais. Caso não consiga presentear os familiares queridos, ou até seus filhos com aquele presente tão sonhado, você ainda tem todo o resto do ano para buscar formas de adquiri-lo e presentear.

E mais, a ceia de Natal pode ser mais restrita esse ano, mas nos próximos domingos, sábados ou segundas-feiras, não faltar carne na sua mesa. Seja otimista! Embora queira fazer uma bela festa, ela dura apenas um dia, e estar preocupado com seu orçamento pode valer mais a pena. 

 

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Lila Cunha
Lila Cunha é formada em jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes (UMC). Atua como repórter especial para o portal FDR. É responsável por selecionar as informações abordadas e garantir o padrão de qualidade das notícias veiculadas. Além disso, trabalha com apuração de hard news desde 2019, cobrindo o universo econômico em escala nacional.