Efeito dígito esquerdo: sabia que R$ 0,01 pode fazer total diferença nas vendas de um produto?

Muitos brasileiros não sabem, mas R$0,01 centavo pode fazer total diferença no momento da venda dos produtos, esse é o chamado efeito dígito esquerdo, que acaba fazendo as pessoas comprarem. Saiba aqui o que isso significa, quais os efeitos possuem nas vendas e entre outros.

Por meio da psicologia dos preços foi criada uma das estratégias para que os preços sejam “atrativos” e resultem numa conversão maior de vendas, ou seja, é uma forma  de aproveitar-se do Sistema 1 do nosso cérebro.O sistema 1, é muito mais Emocional e Intuitivo, conforme o ganhador do prêmio Nobel, Daniel Kahneman, desenvolveu em seu estudo.

O chamado Efeito do Dígito Esquerdo faz muitos lugares colocarem os preços com valores quebrados, como R$ 1,99 ao invés de R$ 2 ou R$ 3,79 ao invés de R$ 3,80.

Isso pode até parecer besteira, já que a diferença entre os preços é de R$ 0,01. Porém, de acordo com um estudo realizado pela Gumroad, quando o preço é divulgado nestes valores quebrados as vendas são maiores.

Uma das principais explicações para isso, é que uma boa parte das pessoas acaba visualizando o preço apenas antes da vírgula, que é o dígito esquerdo. Assim, ao ver um produto que custa R$99,99 o cliente não vai pensar como R$100 ,e sim como R$99.

Ao realizar uma compra avulsa, esse arredondamento acaba nem tendo tanto efeito negativo, porém, quando se trata de uma compra de supermercado, quando todos os produtos têm seus preços arredondados dessa forma. A diferença começa a ter maior impacto. 

Assim, se for ver ao longo da vida quanto foi gasto a mais comparando com o arredondamento, por exemplo, uma pessoa gosta de tomar café todo final de semana e tenha esse hábito pelo período de 30 anos. 

Consideremos, sem reajuste de preços, que o preço é de R$ 4,99, mas que a pessoa sempre considera que está pagando R$ 4,00, ao invés de R$ 5.

Assim,em um mês, a diferença por causa da aproximação para baixo é de R$ 3,96. Em 1 ano, o número salta para R$ 47,52. Em 30 anos, a diferença do gasto real com o gasto imaginado será de R$ 1.425,60, o que seria o equivalente a 285 cafés a mais.

Gostou do conteúdo? Siga @fdrnoticias no Instagram e FDR.com.br no Facebook para ver as últimas notícias que impactam diretamente no seu bolso e nos seus direitos.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Jheniffer Freitas
Jheniffer Aparecida Corrêa Freitas é formada em Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes. Atuou como assessora de imprensa da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo e da Secretarial Estadual da Saúde de São Paulo. Há dois anos é redatora do portal FDR, onde acumula bastante experiência em produção de notícias sobre economia popular e finanças.