Leilão do 5G deve aumentar valorização da Bolsa de Valores; hora de investir?

Na última sexta-feira (5), terminou o leilão do 5G. O evento foi concluído com uma arrecadação de R$ 47,2 bilhões, de acordo com o governo federal. O leilão do 5G deve aumentar valorização da Bolsa de Valores, segundo especialistas consultados pelo UOL.

Leilão do 5G deve aumentar valorização da Bolsa de Valores; hora de investir?
Leilão do 5G deve aumentar valorização da Bolsa de Valores; hora de investir? (Imagem: Montagem/FDR)

Do total arrecadado pelo leilão, o governo informa que mais de R$ 39,8 bilhões serão revertidos em investimentos para aumentar a infraestrutura de conectividade no país.

As frequências da tecnologia 5G impulsionarão as comunicações. Isso será por meio de uma internet 20 vezes mais rápida a partir de 2022. O edital estabelece metas fixadas ano a ano. Em julho de 2022, todas as capitais devem ter cobertura de 5g. Já em 2028, há o objetivo de dar cobertura para todas as cidades do Brasil.

Leilão do 5G deve aumentar valorização da Bolsa de Valores

O analista de telecomunicações da XP Investimentos, Bernardo Guttmann, indica que os investidores se atentem aos grandes vencedores do primeiro dia de leilão: TIM (TIMS3) e Telefônica Brasil (VIVT3) — responsável pela Vivo. As empresas que oferecem fibra também foram citadas pelo especialista.

Ao considerar o longo prazo, o sócio-fundador da Fatorial Investimentos, Jansen Costa, estima que o 5G mudará a comercialização de serviços no Brasil.

O analista da Suno Research, João Daronco, tem uma perspectiva positiva para as companhias ligadas a casas inteligentes. Bernardo Guttmann ainda tem uma visão positiva para a chegada de novos modelos de negócios. Ele comentou sobre as companhias de carros autônomos e cidades inteligentes.

Os analistas ouvidos pelo UOL também possuem uma perspectiva favorável para o setor de saúde, empresas de entretenimento e de educação. Outro setor possivelmente favorecido é o de agronegócio.

De qualquer forma, os especialistas entendem que talvez no seja o melhor momento para apostar em setores que não possuem relação direta com leilão do 5G. João Daronco alega que, em geral, o mercado não paga com muita antecedência por algo que ainda não trouxe resultado — e incerto.

Sobre o momento de comprar ações, Daronco recomenda que as pessoas analisem o valor do papel, a quantidade de caixa gerada pela companhia e qual pode ser impacto do 5G neste valor.

O especialista informa que tudo depende do valor. Para aqueles que não esperam resultados demais, ou pagam caro demais, ele acredita que “faz sentido entrar agora”.

Quando for montar a carteira de investimentos relativa aos ganhos com o 5G, é esperado que os resultados em dividendos e ações aconteçam no longo prazo.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Silvio Souza
Silvio Suehiro Souza é formado em Comunicação Social - Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes (UMC). Desde 2019 dedica-se à redação do portal FDR, onde tem acumulado experiência e vasto conhecimento na área ligada a economia, finanças e investimentos. Além disso, Silvio produz análises sobre produtos e serviços financeiros, sempre prezando pela imparcialidade e informações confiáveis.