Busca por inscrição no Auxílio Brasil através do CadÚnico cria filas extensas

Filas de inscrição no Cadastro Único ultrapassam mais de 1 milhão de pessoas em espera. Com a liberação do Auxílio Brasil, milhares de pessoas começaram a buscar pelas candidaturas no CadÚnico. O procedimento é obrigatório para ter acesso as mensalidades do projeto, mas tem sido barrado pelo governo.

Busca por inscrição no Auxílio Brasil através do CadÚnico cria filas extensas (Imagem: FDR)
Busca por inscrição no Auxílio Brasil através do CadÚnico cria filas extensas (Imagem: FDR)

Uma reportagem especial do portal G1 relatou o caso de dezenas de brasileiros que estão aguardando nas filas de concessão do Cadastro Único. Todos buscam pela ingressão no Auxílio Brasil, mas foram informados que os registros estão temporariamente barrados.

Acesso negado no cadastro único

A população vem solicitando a candidatura por meio dos centros de assistência social de seus municípios. No entanto, ao chegarem ao local são informados que que não há mais vagas para o recebimento dos informes.

Segundo o último balanço do ministério da cidadania, haviam mais de 1 milhão de pessoas nas filas do CadÚnico. É válido ressaltar que a plataforma permite o acesso não só ao Auxílio Brasil, como também a demais projetos sociais do governo.

No Recife, a população questiona tempo de espera

Na última sexta-feira (05), haviam dezenas de pessoas nas filas dos centros sociais do Recife (PE). Um cidadão, identificado por Mauro, informou ao G1 que tinham fiscais fazendo filas de pedras e vendendo fichas de atendimento por R$ 10.

“Ontem à noite, estavam cobrando, vendendo lugar na fila mesmo. Eu não paguei não, mas teve um povo que pagou. Eles colocaram essas pedras e intimidaram as pessoas a comprar”, relatou.

De acordo com a coordenadora do CadÚnico do Recife, Anália Adriano, esses comportamentos devem ser motivos de denúncia, uma vez em que as vendas de lugares na fila devem ser coibidas pela Guarda Municipal.

“A gente sabe que isso é uma coisa que foge um pouco do nosso raio de atuação porque é uma coisa que está acontecendo de madrugada. A presença da Guarda Municipal ajudou bastante. Estamos vendo o que eles podem fazer para que de domingo (7) para segunda (8) a gente possa inibir essa prática”, declarou.

O Auxílio Brasil passará a ser pago no dia 17 de novembro para a população já inscrita na plataforma.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Eduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestranda em ciências da linguagem na Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo pela mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR, onde já acumula anos de experiência e pesquisas sobre economia popular e direitos sociais.