CadÚnico: Salvador, São Luís e Campo Grande atualizam prazos de inscrição

Pontos-chave
  • Cadastro Único é a porta de entrada para vários programas sociais;
  • Atualização cadastral é necessária para evitar a exclusão e cancelamento do benefício;
  • Capitais se mobilizam em prol da atualização dos dados do CadÚnico.

Nos últimos dias, milhares de cidadãos brasileiros têm se mobilizado para atualizar os dados cadastrais do Cadastro Único (CadÚnico). O sistema do Governo Federal é responsável por coletar, apurar e selecionar os cidadãos brasileiros de baixa renda. 

CadÚnico: Salvador, São Luís e Campo Grande atualizam prazos de inscrição
CadÚnico: Salvador, São Luís e Campo Grande atualizam prazos de inscrição. (Imagem: FDR)

O programa é o mediador para que a população vulnerável possa comprovar a elegibilidade aos benefícios sociais no âmbito federal, estadual e municipal.

Basicamente, é a porta de acesso a todos os demais programas e benefícios sociais que qualquer um dos poderes vier a disponibilizar. 

Quem tem direito ao CadÚnico?

Mas para poder ser incluído no sistema do CadÚnico, é preciso apresentar uma renda mensal per capita de até meio salário mínimo, R$ 550, ou mensal familiar de até três salários mínimos, R$ 3.300.

Além do mais, é importante estar ciente de que um mesmo cadastro é válido para toda a família, motivo pelo qual é essencial eleger um representante do grupo familiar. 

Esse representante, deve reunir a seguinte documentação dele e de todos os demais membros da família para realizar a inscrição no CadÚnico:

  • Certidão de Nascimento;
  • Certidão de Casamento;
  • CPF;
  • Carteira de Identidade (RG);
  • Certidão Administrativa de Nascimento do Indígena (RANI);
  • Carteira de Trabalho;
  • Título de Eleitor;
  • Comprovante de residência [água ou luz] dos últimos três meses. 

A inscrição do CadÚnico deve ser feita em um Centro de Referência em Assistência Social (CRAS), no qual o cidadão deve entrar em contato 15 dias após a inscrição para obter o Número de Identificação Social (NIS). Este é o dado principal que deve ser informado ao se inscrever em demais programas e benefícios sociais. 

Atualização do CadÚnico

Se engana quem pensa que a inscrição do CadÚnico é vitalícia. O beneficiário deve procurar a unidade do CRAS onde fez o primeiro registro a cada dois anos para atualizar os dados cadastrais. Nos últimos dias, a busca pela atualização cadastral teve um aumento expressivo, relacionado ao lançamento do Auxílio Brasil. 

O Auxílio Brasil será o substituto do do Bolsa Família, e o Governo Federal já deixou claro que para ser incluído na transferência de renda, será essencial estar com a situação em dia.

Por esta razão, diversas unidades do CRAS têm enfrentado problemas com extensas filas formadas por pessoas que querem garantir uma vaga no novo programa. 

Enquanto isso, algumas dessas unidades se mobilizam para auxiliar esses cidadãos, outras chegaram a determinar um prazo para que a atualização e novas inscrições do CadÚnico seja feita. Veja o cenário em algumas cidades!

Salvador

Na capital baiana foram liberados dois novos postos de atendimento do CadÚnico nos bairros de Coutos e Cajazeiras. A Prefeitura de Salvador informou que essas unidades foram montadas com o propósito de atender cerca de 300 pessoas sem a obrigatoriedade de agendar o atendimento. 

Na unidade do bairro Coutos, os atendimentos acontecerão no espaço Subúrbio 360, e em Cajazeiras, na Casa do Trabalhador. Além do mais, também existe a possibilidade de os cidadãos recorrerem ao serviço do CadÚnico Itinerante, aquele que percorre os bairros periféricos de Salvador.

São Luís

Já na capital do Maranhão, a Prefeitura por meio da Secretaria Municipal da Criança e Assistência Social (Semcas), decidiu prorrogar até o dia 30 de novembro o prazo para os cidadãos locais atualizarem os dados do CadÚnico.

Quem ainda possui pendências na inscrição deve procurar um dos 20 CRAS da cidade, disponíveis de segunda a sexta-feira, das 08h às 17h. 

Na oportunidade, a pasta informou que a prorrogação do prazo foi estabelecida com o propósito de garantir que todos os beneficiários tenham tempo o suficiente para se dirigir à unidade mais próxima e atualizar os dados.

“Estamos com todos os CRAS funcionando e aqui faço um apelo para que não esperem a última semana de novembro para buscar o CRAS mais próximo de sua residência”, disse a chefe da Semcas, Rosângela Bertoldo. 

Campo Grande 

Na cidade de Campo Grande, no Mato Grosso do Sul, a Secretaria Municipal de Assistência Social (SAS) lançará nesta quarta-feira, 10, a campanha “Não Perca Seu Benefício”. A iniciativa tem o intuito de atingir o maior número possível de beneficiários com o CadÚnico desatualizado. 

Segundo a gerente do CadÚnico, Viviane Brandão, a taxa de atualização cadastral teve uma queda drástica durante a pandemia da Covid-19. Desde meados de março de 2020, foram identificadas 60 mil famílias com os dados desatualizados que, por consequência, correm o risco de perder o direito aos benefícios sociais do Governo Federal, como o BPC, Tarifa Social, Bolsa Família, e agora, Auxílio Brasil.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Laura Alvarenga
Laura Alvarenga é graduada em Jornalismo pelo Centro Universitário do Triângulo em Uberlândia - MG. Iniciou a carreira na área de assessoria de comunicação, passou alguns anos trabalhando em pequenos jornais impressos locais e agora se empenha na carreira do jornalismo online através do portal FDR, onde pesquisa e produz conteúdo sobre economia, direitos sociais e finanças.