Calendário de vacinação em SP pode ser prejudicado após faltar doses

Na última sexta-feira (10), a prefeitura de São Paulo afirmou ter adquirido um reabastecimento do imunizante da Pfizer. Depois de quase 90% dos postos de imunização da cidade terem registrado falta de doses para a vacinação.

Calendário de vacinação em SP pode ser prejudicado após faltar doses
Calendário de vacinação em SP pode ser prejudicado após faltar doses (Imagem: Reprodução/R7)

A prefeitura paulista comunicou que na quinta-feira (9) recebeu 255 mil doses da vacina Pfizer. As doses estavam em distribuição para todas as unidades de saúde por todas as regiões da cidade de São Paulo.

Em relação a falta da AstraZeneca, Ricardo Nunes (MDB), prefeito de São Paulo, afirmou na que a falta da segunda dose da mesma poderá ser revertida com o uso da Pfizer na vacinação. O governo estadual confirmou o uso da Pfizer como segunda dose.

A falta das doses da vacina AstraZeneca nos postos de saúde deixou 200 mil pessoas sem a segunda dose na cidade de São Paulo. O prefeito anunciou que em breve serão cerca de 340 mil pessoas com atraso na segunda dose da vacina do imunizante.

A cidade tem carência de quase 2 milhões de doses da vacina AstraZeneca. Essa quantidade é necessária para que o esquema vacinal da população, que já recebeu a primeira dose do imunizante, seja completado.

Ainda na sexta-feira, a prefeitura municipal confirmou que o Ministério da Saúde vai entregar para a capital um lote da vacina AstraZeneca. A previsão de entrega desse lote está prevista para o começo desta semana.

O problema gerou um impasse entre o governo estadual, municipal e federal. O governo do estado e o governo municipal acusaram o governo federal de mudar o cronograma do envio das vacinas.

Além disso, as gestões estadual e municipal acusam o governo federal de atraso no repasse dos lotes dos imunizantes provocando um desabastecimento dos postos de saúde. Tudo isso afetou, principalmente, a cidade de São Paulo.

Em contrapartida, o governo federal afirma que a falta de abastecimento das vacinas foi culpa do estado. Segundo o governo federal, o estado utilizou uma parte da vacina que foi destinada a segunda dose na aplicação da primeira dose causando o desabastecimento.

Sendo assim, o Ministério da Saúde declarou que não está em falta com o estado de São Paulo em relação a segunda dose da AstraZeneca. O órgão jogou a culpa para o governo estadual.

Você gostou deste conteúdo? AVALIE:

Avaliação média: 0
Total de Votos: 0

Calendário de vacinação em SP pode ser prejudicado após faltar doses

Glaucia Alves
Gláucia Alves, formada em Letras-Inglês pela Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE). Foi professora por 8 anos. Em 2020 começou a trabalhar como corretora de redação. Atualmente, trabalha na equipe do portal FDR, produzindo conteúdo sobre economia e direitos da população brasileira, além de realizar consultoria de redação on-line.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA