Cartão Mais Social com saldo de R$ 200 libera entregas no Mato Grosso do Sul

Na última segunda-feira (30), mais de 900 famílias de Dourados (Mato Grosso do Sul) receberam o Cartão Mais Social. O programa criado pelo Governo do Estado tem como objetivo garantir a segurança alimentar à população carente.

Cartão Mais Social com saldo de R$ 200 libera entregas no Mato Grosso do Sul
Cartão Mais Social com saldo de R$ 200 libera entregas no Mato Grosso do Sul (Imagem: reprodução/site Governo do Estado do Mato Grosso do Sul)

A entrega do Cartão Mais Social em Dourados aconteceu na última segunda, com a presença do governador Reinaldo Azambuja (PSDB). Os beneficiários receberam o cartão no Complexo Esportivo Jorjão, no Jardim Água Boa.

O Cartão Mais Social recebe um crédito de R$ 200 ao mês, destinado as famílias carentes do Mato Grosso do Sul. O valor deve ser usado para complementar à compra de alimentos ou de material de higiene pessoal.

O governador afirmou que já foi questionado por não entregar cestas básicas ao invés do Cartão Mais Social. Porém, segundo ele, com a iniciativa é possível proporcionar a essas famílias mais dignidade e poder de escolha na hora da compra.

O secretário estadual de Infraestrutura do Mato Grosso do Sul, Eduardo Riedel, acompanhou o governador durante o evento em Dourados. Na ocasião declarou que o programa é de caráter permanente e abrange um grande número de famílias em situação de vulnerabilidade social.

Além disso, afirmou Riedel, o programa não só irá ajudar as famílias carentes, mas também na recuperação da economia local. O secretário trabalhou na formatação do programa enquanto era chefe da Secretaria de Estado de Governo e Gestão Estratégica (Segov).

O Mais Social irá contemplar 21 mil famílias em Dourados e 100 mil ao todo no estado do Mato Grosso do Sul. Para participar do programa é preciso atender os critérios estabelecidos pela Secretaria de Estado de Direitos Humanos, Assistência Social e Trabalho:

  • Estar inscrito no CadÚnico (Cadastro Único para Programas Sociais);
  • Ter renda mínima per capita da família de até meio salário mínimo;
  • As crianças deverão estar matriculadas e frequentando a escola;
  • Não receber outro benefício da mesma fonte (dessa maneira, quem recebe o auxílio emergencial e o Bolsa Família poderá ser contemplado).

As famílias que se encaixam nesses requisitos foram visitadas pela equipe do programa para verificar os dados e a situação de pobreza ou extrema pobreza. Além de ser um benefício permanente, também prevê o pagamento de uma 13° parcela em dezembro.

Você gostou deste conteúdo? AVALIE:

Avaliação média: 0
Total de Votos: 0

Cartão Mais Social com saldo de R$ 200 libera entregas no Mato Grosso do Sul

Glaucia Alves
Gláucia Alves, formada em Letras-Inglês pela Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE). Foi professora por 8 anos. Em 2020 começou a trabalhar como corretora de redação. Atualmente, trabalha na equipe do portal FDR, produzindo conteúdo sobre economia e direitos da população brasileira, além de realizar consultoria de redação on-line.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA