Governo libera distribuição do Cartão Mais Social com crédito de R$ 200

O Governo do Mato Grosso do Sul está entregando o Cartão Mais Social a 100 mil famílias. O auxílio de R$ 200 é exclusivo para famílias em situação de baixa renda. O recurso é voltado para a compra de alimentos e itens de higiene.

Governo libera distribuição do Cartão Mais Social com crédito de R$ 200
Governo libera distribuição do Cartão Mais Social com crédito de R$ 200 (Imagem: reprodução/site Governo do Estado do Mato Grosso do Sul)

Segundo o Governador do Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja (PSDB), o Cartão Mais Social irá beneficiar 100 mil famílias em situação de vulnerabilidade social. O benefício irá disponibilizar R$ 200 mensais para as famílias que tenham uma renda per capita inferior a meio salário mínimo.

O crédito é depositado no Cartão Mais Social e só pode ser usado para a compra de alimentos e itens de higiene. Para ser beneficiado pelo programa criado pelo Governo do Mato Grosso do Sul é preciso cumprir os seguintes critérios:

  • Ter uma renda per capita inferior a meio salário mínimo (R$ 550);
  • Residir no Estado do Mato Grosso do Sul há pelo menos dois anos;
  • Ser beneficiário do Vale Renda;
  • Estar inscrito no Cadastro Único (CadÚnico) do Governo Federal para programas sociais;
  • Ter na composição familiar crianças matriculadas em escolas.

O Cartão Mais Social faz parte das medidas adotadas pelo Governador do Mato Grosso do Sul para ajudar as famílias mais pobres e mais afetadas pela pandemia de Covid-19. O benefício não é cumulativo, portanto, apenas um membro da família poderá ser contemplado.

Porém, o benefício é para ajudar toda a família a garantir a segurança alimentar, mesmo diante da crise gerada pela pandemia e as medidas de restrições sociais. O governo do Estado afirma que a doença tem prejudicado, principalmente, os trabalhadores informais.

Por esse motivo, faz-se necessário criar iniciativas para garantir a alimentação da população, principalmente das crianças que estão em fase de desenvolvimento físico e mental.

Dessa maneira, a estimativa é pagar o benefício estadual durante dois anos. Para continuar recebendo o crédito o beneficiário precisará cumprir:

  • Frequentar curso de alfabetização de jovens e adultos ou participar de reuniões socioeducativas;
  • Manter carteiras de vacinação atualizadas;
  • Participar de programas e de campanhas públicas de combate à desnutrição e ao câncer de mama, colo de útero e próstata;
  • Gestantes precisam realizar o pré-natal regularmente.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Glaucia Alves
Gláucia Alves, formada em Letras-Inglês pela Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE). Foi professora por 8 anos. Em 2020 começou a trabalhar como corretora de redação. Atualmente, trabalha na equipe do portal FDR, produzindo conteúdo sobre economia e direitos da população brasileira, além de realizar consultoria de redação on-line.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA