Minha CNH venceu na pandemia, preciso fazer a renovação?

Desde março de 2020 a renovação da CNH foi suspensa por tempo indeterminado devido à pandemia de Covid-19. Diante do avanço da doença, o documento ganhou mais um ano de validade voltando a ser exigido nos últimos meses.

Minha CNH venceu na pandemia, preciso fazer a renovação?
Minha CNH venceu na pandemia, preciso fazer a renovação? (Imagem: Doutor Multas)

Após mais de um ano sem a exigência da renovação da Carteira de motorista, os Departamentos de Trânsito voltaram a realizar o serviço.

Diante disso, os Detrans estabeleceram um cronograma de renovação a fim de evitar aglomerações nos postos de atendimento.

Sendo assim, o condutor deve fazer a renovação da Carteira no mesmo mês de vencimento. Dessa maneira, os documentos vencidos entre março e junho já devem estar regularizados para que não seja motivo de multa. Veja abaixo as demais datas:

  • CNH vencida entre 1º à 31 de julho de 2020: renovação deve ser feita entre 1º a 31 de julho de 2021;
  • CNH vencida entre 1º a 31 de agosto de 2020: renovação deve ser feita entre 1º a 31 de agosto de 2021;
  • CNH vencida entre 1º a 30 de setembro de 2020: renovação deve ser feita entre 1º a 30 de setembro de 2021;
  • CNH vencida entre 1º a 31 de outubro de 2020: renovação deve ser feita entre 1º a 31 de outubro de 2021;
  • CNH vencida entre 1º a 30 de novembro de 2020: renovação entre 1º a 30 de novembro de 2021;
  • CNH vencida entre 1º a 31 de dezembro de 2020: renovação entre 1º a 31 de dezembro de 2021.

Os documentos vencidos neste ano, ou seja, entre os meses de janeiro a junho está mantida a regra normal de renovação. A legislação de trânsito permite que o condutor dirija por até 30 dias após o vencimento do documento.

Após esse limite, se o motorista for pego dirigindo será atuado por falta gravíssima e receberá uma multa de R$ 293,47. Além disso, são acrescidos sete pontos na habilitação e, até mesmo, o recolhimento da Carteira.

A maior parte dos Detrans estão realizando a renovação da Carteira de forma remota, devido á pandemia de Covid-19. Dessa maneira, é feita por meio do preenchimento de um formulário que contém todos os dados do condutor.

Após isso, basta emitir a guia do Documento de Arrecadação Estadual (DAE). Nesse documento constarão as informações sobre a clínica onde o condutor será submetido aos devidos exames para confirmar estar apto para conduzir o veículo.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Glaucia Alves
Gláucia Alves é formada em Letras-Inglês pela Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE). Atuou na área acadêmica durante 8 anos. Em 2020 começou a trabalhar como corretora de redação. Atualmente, trabalha na equipe do portal FDR, produzindo conteúdo sobre economia e direitos da população brasileira, onde já acumula anos de pesquisa e experiência. Além de realizar consultoria de redação on-line.