Inscrições abertas no auxílio emergencial junino de duas cidades de Pernambuco

Pontos-chave
  • Cidades pernambucanas criam auxílio emergencial junino;
  • Artistas e demais profissionais do setor cultural, precisam ter participado do último circuito junino para ter direito ao benefício.
  • Valor médio do auxílio será equivalente a 50% do último cachê recebido.

O auxílio emergencial no âmbito federal tem amparado uma variedade gigantesca de cidadãos brasileiros desde a etapa inicial no ano de 2021. Mas assim como qualquer outro benefício, existem algumas limitações e critérios que devem ser respeitados para ter acesso.

Inscrições abertas no auxílio emergencial junino de duas cidades de Pernambuco
Inscrições abertas no auxílio emergencial junino de duas cidades de Pernambuco. (Imagem: Amanda Franco/TV Grande Rio)

Se tratando exclusivamente do auxílio emergencial pago pelo Governo Federal, o cidadão deve estar desempregado, ser um trabalhador autônomo, apresentar renda familiar per capita de até meio salário mínimo (R$550) ou familiar mensal de até três salários mínimos (R$3.300), estar inscrito no Cadastro Único (CadÚnico), ou fazer parte do Bolsa Família. 

Embora seja de grande valia para muitas famílias em situação de vulnerabilidade social, é preciso ter consciência da amplitude dos impactos da pandemia em uma diversidade de setores econômicos.

Os cofres da União já têm sofrido com o rombo das contas oriundas de medidas sanitárias e sociais a caráter emergencial, por isso, é difícil auxiliar minuciosamente cada segmento existente. 

Neste sentido, Estados e municípios brasileiros passaram a criar novos auxílios emergenciais para atender as necessidades específicas de cada localidade com base nos recursos disponíveis. Determinados locais tiveram o discernimento de enxergar situações específicas, como a dos profissionais que atuam no setor cultural. 

Isso porque, com a chegada da pandemia foi preciso se adequar a uma nova realidade e se acostumar com o distanciamento e isolamento social.

Essas medidas levaram ao fechamento temporário de estabelecimentos como bares, restaurantes e casas de shows, ressaltando que a paralisação se tornou permanente para aqueles que não tinham meios para se manter de portas fechadas. 

Grupos artísticos dos mais variados nichos também foram afetados, pois precisaram suspender as apresentações por tempo indeterminado.

Hoje o Brasil se encontra em uma das épocas do ano mais aguardadas pelos brasileiros, a de festas juninas, que não são celebradas pelo segundo ano consecutivo. 

Neste sentido, duas cidades pernambucanas se mobilizaram para amparar este público. Foi então que houve a criação do auxílio emergencial de São João. Veja mais detalhes!

Recife

Em Recife, capital de Pernambuco, as inscrições para o auxílio emergencial de São João foram abertas nesta quinta-feira, 1º de julho. Podem participar os artistas, grupos musicais, quadrilhas e profissionais técnicos que atuam em circuitos juninos, mas que foram afetados pela pandemia da Covid-19. 

As inscrições devem ser feitas pelo site: culturarecife.com.br até o dia 15 de julho. Na oportunidade, o prefeito de Recife, João Campos (PSB), ressaltou a necessidade desses profissionais terem feito parte do ciclo junino da capital pernambucana entre o período de 2018 a 2020. 

Esse público terá direito a um auxílio emergencial que pode variar entre R$ 1,5 mil a R$ 10 mil. Ainda há a possibilidade de um adicional de 20% do valor estabelecido para cada beneficiário, em caso de declaração e comprovação de uma equipe técnica. 

O auxílio emergencial de São João em Recife será pago em uma cota única correspondente a 50% do valor do último cachê recebido pelos artistas, grupos culturais ou quadrilhas na última edição do circuito junino.

As pessoas que possuem algum tipo de deficiência que impossibilita a inscrição pelo site, podem se dirigir presencialmente ao Núcleo de Cultura Cidadã, situado no Pátio de São Pedro, 39, no centro de Recife. Para isso, é preciso agendar o atendimento por um destes telefones: (81) 3224-3674 ou (81) 3224-3660.

A Prefeitura de Recife deve fazer um investimento na margem de R$ 2,7 milhões para viabilizar o auxílio emergencial de São João. A administração municipal ainda informou que deste total, R$ 500 mil são provenientes de uma parceria junto a uma empresa de bebidas.

Inscrições abertas no auxílio emergencial junino de duas cidades de Pernambuco
Inscrições abertas no auxílio emergencial junino de duas cidades de Pernambuco. (Imagem: Reprodução/Momondo)

Petrolina

Na cidade de Petrolina, a Prefeitura Municipal abriu as inscrições para o auxílio emergencial ciclo junino no dia 30 de junho. Os cadastros devem ser feitos presencialmente no salão do Centro de Convenções do município. 

Os interessados podem se dirigir ao local indicado de segunda a sexta-feira, das 08h às 12h e depois das 14h às 17h. O prazo para as inscrições se encerra no dia 14 de julho. 

O auxílio emergencial terá uma cota única de R$ 400, destinado a garçons, ambulantes, membros de quadrilhas juninas, violeiros, cantores, bandas e demais grupos artísticos. 

Mas para isso, é preciso que esse público tenha atuado no circuito junino de Petrolina nos anos de 2018 e 2019. A intenção da Prefeitura é amparar mais de 900 trabalhadores da área. 

Vale ressaltar que o auxílio emergencial foi dividido em duas categorias. A primeira delas com a oferta de R$ 400 irá contemplar os garçons, sanfoneiros, ambulantes e membros de quadrilhas juninas. Enquanto isso, as bandas e grupos musicais com contratos assinados vão receber 50% do último cachê recebido, se limitando a R$ 5 mil.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Laura Alvarenga
Laura Alvarenga é graduada em Jornalismo pelo Centro Universitário do Triângulo em Uberlândia - MG. Iniciou a carreira na área de assessoria de comunicação, passou alguns anos trabalhando em pequenos jornais impressos locais e agora se empenha na carreira do jornalismo online através do portal FDR, onde pesquisa e produz conteúdo sobre economia, direitos sociais e finanças.