Aneel entra em discussão para baratear a conta de luz em todo o Brasil

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) deu início a uma série de debates que propõem baratear a conta de luz em todo o Brasil. A revisão nas bandeiras tarifárias poderá ocorrer tendo em vista que, é de costume do sistema, aplicar uma cobrança automática nas contas de energia sempre que o custo de produção de energia no país é elevado. 

Aneel entra em discussão para baratear a conta de luz em todo o Brasil
Aneel entra em discussão para baratear a conta de luz em todo o Brasil. (Imagem: Reprodução/Google)

Caso a proposta seja aprovada, a diferença no valor proveniente do aumento mencionado que costuma ser pago pelos consumidores que atingem a bandeira amarela, será reduzida. Em contrapartida, o aumento na cobrança permanece na condição da bandeira vermelha. 

Como de costume, acontece nesta terça-feira, 23, a reunião semanal da diretoria da Aneel. A programação conta com uma série de itens a serem votados até a abertura de uma audiência pública. Um deles se refere ao debate do “aprimoramento da proposta de revisão dos adicionais e das faixas de acionamento para as Bandeiras Tarifárias 2021/2022”.

No portal da Aneel foi divulgado o voto do relator do processo em questão, o diretor Sandoval Feitosa. No documento ele sugere que a tarifa da bandeira amarela seja reduzida, enquanto se aplica um aumento nas bandeiras vermelha 1 e 2. 

Observe a seguir os valores cobrados atualmente:

  • Bandeira Amarela – cobrança adicional de R$ 1,34 para cada 100 kWh consumidos;
  • Bandeira Vermelha 1 – cobrança adicional de R$ 4,16 para cada 100 kWh consumidos;
  • Bandeira Vermelha 2 – cobrança adicional de R$ 6,24 para cada 100 kWh consumidos.

É importante mencionar que, mesmo com a intenção de elevar os valores das faixas vermelhas, a previsão é para que, ao realizar a soma integral referente ao período anual, os consumidores paguem um pouco menos de bandeira tarifária. Isso porque, a proposta já é para que a bandeira amarela fique mais barata, e portanto, seja acionada com mais frequência.

Por outro lado, se o consumidor atingir as bandeiras vermelhas, ele deverá estar ciente de que a respectiva cobrança será mais cara. 

Se aprovada, a proposta do diretor Sandoval Feitosa, ainda precisará passar por uma consulta pública que irá resultar em novos debates abertos a sugestões. Ao chegar à última etapa deste processo, a diretoria da Aneel ficará responsável por votar uma proposta final contendo novos valores para as bandeiras tarifárias. Contudo, não foram estabelecidas datas para que todos este processo seja feito. 

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Laura Alvarenga
Laura Alvarenga é graduada em Jornalismo pelo Centro Universitário do Triângulo em Uberlândia - MG. Iniciou a carreira na área de assessoria de comunicação, passou alguns anos trabalhando em pequenos jornais impressos locais e agora se empenha na carreira do jornalismo online através do portal FDR, onde pesquisa e produz conteúdo sobre economia, direitos sociais e finanças.