Imposto de Renda: Veja porque antecipar restituição pode não ser uma boa ideia

Os contribuintes que preferem receber a restituição do Imposto de Renda mais cedo, devem entregar o documento logo no inicio do prazo. Porém, analistas dizem que em alguns casos, deixar para receber a restituição nos últimos lotes pode ser vantajoso.

publicidade
Imposto de Renda: Veja porque antecipar restituição pode não ser uma boa ideia
Imposto de Renda: Veja porque antecipar restituição pode não ser uma boa ideia (Imagem: Marcello Casal Jr/Agência Brasil)

Receber a restituição nos últimos lotes pode ser vantajoso pois antes de chegar ao contribuinte, o valor rende de acordo com a taxa Selic, que hoje, deve subir pela primeira vez desde 2015. Atualmente, a Selic está na mínima histórica, de 2% ao ano.

Os idosos, pessoas com deficiência ou doenças graves e professores possuem prioridade legal e recebem nos primeiros lotes. As regras da Receita dizem que estes contribuintes são os primeiros a receber o valor, independentemente de quando tenham enviado a declaração.

publicidade

Vantagens de receber a restituição mais tarde 

Se o contribuinte precisa com urgência do dinheiro da restituição, ele deve entregar o IR mais cedo para entrar nos primeiros lotes. Porém, se ele pode esperar, o valor passará por correção de acordo com a Selic.

Nesta quarta, o Copom (Comitê de Política Monetária) decide o futuro da Selic para os próximos 45 dias. A tava deve subir para 2,50% ao ano, de acordo com as projeções da pesquisa Focus do Banco Central.

“Hoje, no mercado financeiro, considera-se que o caminho de menor resistência dos juros é subir. Então, para quem não tem um plano para o dinheiro (da restituição), a melhor opção é deixar ele rendendo na taxa Selic”, diz o consultor em finanças André Massaro.

Samir Nehme, presidente do CRCRJ (Conselho Regional de Contabilidade do Rio de Janeiro), afirma que a Selic é um rendimento seguro, porém ainda considerada baixa para quem quer investir.

Clique aqui e aperte o botão "Seguir" para você ser o primeiro a receber as últimas informações sobre este assunto no seu celular!

“Mesmo as previsões mais otimistas apontam para encerrar 2021 em 4,5% ou 5%. Ainda uma taxa baixa. Colocando na ponta do lápis, é mais recomendado antecipar a entrega, receber o quanto antes a restituição e aplicar esse montante em um investimento que pague mais, ainda que atrelado à taxa básica de juros”, disse.

Datas de restituição do Imposto de Renda em 2021

  • 1º lote: 31 de maio
  • 2º lote: 30 de junho
  • 3º lote: 30 de julho
  • 4º lote: 31 de agosto
  • 5º lote: 30 de setembro
publicidade

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Paulo Amorim
Paulo Henrique Oliveira é formado em Jornalismo pela Universidade Mogi das Cruzes e em Rádio e TV pela Universidade Bandeirante de São Paulo. Atua como redator do portal FDR, onde já cumula vasta experiência e pesquisas, produzindo matérias sobre economia, finanças e investimentos.