Pagamento do novo auxílio emergencial depende de atualização no Caixa Tem?

Após comunicado feito pela Caixa Econômica Federal (CEF), uma dúvida atingiu muitos beneficiários. O pagamento do novo auxílio emergencial depende de atualização no Caixa Tem? A resposta é, não, os beneficiários do auxílio emergencial não ficarão desamparados. 

publicidade
Pagamento do novo auxílio emergencial depende de atualização no Caixa Tem?
Pagamento do novo auxílio emergencial depende de atualização no Caixa Tem? (Imagem: Google)

Em resposta, a Caixa Econômica reforçou que o pagamento de benefícios que atualmente são concedidos pelo aplicativo Caixa Tem, como o auxílio emergencial e o Bolsa Família, não serão bloqueados.

Mesmo no caso dos cidadãos que, por alguma razão, não conseguirem fazer a atualização cadastral, tendo em vista que não se trata de um procedimento obrigatório. 

publicidade

Na oportunidade, a Caixa Econômica explicou que a solicitação que dispõe sobre a atualização dos dados cadastrais tem caráter de reforçar a segurança dos clientes e reduzir fraudes.

“Não é obrigatório, mas é desejável, para a segurança do próprio cliente Caixa”, declarou a assessoria. 

Atualização do Caixa Tem

Assim que o processo de atualização estiver disponível no aplicativo, basta que os usuários sigam este passo a passo:

  • Acesse o aplicativo Caixa TEM no seu celular, usando seu login e senha;
  • Clique em “atualizar seu cadastro”;
  • Envie a documentação solicitada: foto (selfie) e documentos pessoais (RG, CPF e comprovante de endereço).

Calendário de atualização

Mês de nascimento e início das atualizações 

  • Janeiro = 14 de março
  • Fevereiro =  16 de março
  • Março = 18 de março
  • Abril = 20 de março
  • Maio = 22 de março
  • Junho = 23 de março
  • Julho = 24 de março
  • Agosto = 25 de março
  • Setembro = 26 de março
  • Outubro = 29 de março
  • Novembro = 30 de março
  • Dezembro = 31 de março
publicidade

Inscrição no auxílio emergencial de 2021

Vale lembrar que a atualização de dados no app da Caixa não garante a entrada no pagamento do auxílio em 2021. Para ter direito as parcelas é preciso ter ganho de no máximo 3 salários mínimos por mês, somando a renda da família.

Clique aqui e aperte o botão "Seguir" para você ser o primeiro a receber as últimas informações sobre este assunto no seu celular!

Além disso, foram cortados 20 milhões de beneficiários entre 2020 e 2021. Não haverá inscrição para esse ano, o governo deve incluir os contemplados com base nos dados que já possuí.

publicidade

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Laura Alvarenga
Laura Alvarenga é graduada em Jornalismo pelo Centro Universitário do Triângulo em Uberlândia - MG. Iniciou a carreira na área de assessoria de comunicação, passou alguns anos trabalhando em pequenos jornais impressos locais e agora se empenha na carreira do jornalismo online através do portal FDR, onde pesquisa e produz conteúdo sobre economia, direitos sociais e finanças.