Banco Central prorroga data de lançamento do PIX por QR Code para pagamentos futuros

O Banco Central (BC) adiou novamente o início do funcionamento do Pix Cobrança para pagamentos com vencimento. Esta funcionalidade permitirá que empresas ou microempreendedores emitam um Pix por QR Code para pagamentos futuros, como um boleto.

Banco Central prorroga data de lançamento do Pix por QR Code para pagamentos futuros
Banco Central prorroga data de lançamento do Pix por QR Code para pagamentos futuros (Imagem: Markus Winkler on Unsplash)

A Instrução Normativa, publicada nesta segunda-feira (15) no Diário Oficial da União, determina que os participantes do Pix, enquadrados na modalidade provedor de conta transacional, estejam aptos para oferecer aos usuários finais a leitura de QR Code para pagamentos com vencimento até o dia 14 de maio.

O regulamento anterior estabelecia que o prazo para a implementação da nova funcionalidade seria no dia 15 de março. Anteriormente ao último adiamento, o prazo determinado era dia 4 de janeiro.

Outra mudança realizada foi com relação ao prazo para que os participantes do sistema Pix, que já ofertam o Pix Cobrança, necessitem concluir as etapas de validação de QR Codes. O prazo passou do dia 14 de março para 30 de abril deste ano.

Pix por QR Code para pagamentos futuros funciona como um boleto

O Pix Cobrança para pagamentos com vencimento possibilita que empresas e microempreendedores emitam uma fatura para débito posterior. Sendo assim, possui um funcionamento semelhante à emissão de um boleto.

Na emissão, o comerciante poderá incluir informações de juros, multas e descontos, além do valor. Em vez de utilizar um código de barras convencional, esta nova funcionalidade utiliza a tecnologia QR Code.

Atualmente, o Pix está limitado à geração de QR Code para pagamentos imediatos. Para esta modalidade, há necessidade de saldo disponível na conta. Este recurso funciona no momento que o consumidor aponta o celular para o QR Code, de forma a concluir a operação.

O sistema Pix

O Pix é um sistema de pagamento criado pelo Banco Central que possibilita a transferência de recursos em poucos segundos. Este meio de pagamento funciona a qualquer hora ou dia. O sistema foi lançado em novembro do ano passado e possibilita operações financeiras de forma mais prática e segura.

Este meio de pagamento foi criado para ser mais amplo. Qualquer pagamento ou transferência que hoje é feito por diferentes meios tradicionais, poderá ser realizado com o Pix, por meio do uso do aparelho celular.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Silvio Souza
Silvio Suehiro Souza é formado em Comunicação Social - Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes (UMC). Possui experiência em produção textual e, atualmente, dedica-se à redação do FDR produzindo conteúdo sobre economia.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA