Caminhoneiros fazem greve em Minas Gerais e motoristas temem falta de combustível

Na última quinta-feira (25), caminhoneiros que transportam combustíveis iniciaram uma greve em Minas Gerais. Por conta da paralização, diversos postos de gasolina de Belo Horizonte apresentaram filas na sexta (26). Após uma reunião entre a categoria e representantes, a paralização foi suspensa.

Caminhoneiros fazem greve em Minas Gerais e motoristas temem falta de combustível
Caminhoneiros fazem greve em Minas Gerais e motoristas temem falta de combustível (Imagem: Agência Brasil)

Os caminhoneiros de Minas Gerais decidiram pela paralização por se posicionarem a favor da redução do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) que incide sobre o óleo diesel. A manifestação era por uma redução de 15% para 12%.

A paralização teve início após a decisão do governo estadual em manter o valor do imposto. Além da capital, postos de outras cidades também apresentaram filas nos postos de combustíveis.

O Governo de Minas Gerais havia argumentado que o aumento no preço dos combustíveis ocorre devido à política de preços da Petrobras e não ao valor de ICMS.

Além disso, houve o compromisso que não haveria aumento do imposto no estado. Por conta da Lei de Reponsabilidade Fiscal, que exige uma compensação para aumentar a receita em algum movimento de renúncia fiscal, foi dito que não era possível a redução da alíquota do ICMS.

Sindicato anuncia suspensão da greve dos caminhoneiros em Minas Gerais

No fim da noite de sexta-feira (26), o Sindicato das Empresas Transportadoras de Combustíveis e Derivados de Petróleo do Estado de Minas Gerais (Sindtanque-MG) anunciou o fim da greve dos profissionais no estado.

A decisão aconteceu após uma reunião com representantes do governo. A conversa foi com o secretário de Governo, Igor Eto, e o secretário de Planejamento, Otto Levy Reis.

Na ocasião, as reivindicações foram apresentadas. Além disso, o sindicato revelou que uma nova reunião será marcada nesta semana.

Nesta semana, o governador Romeu Zema comunicou que criaria um grupo de trabalho para estudar a possibilidade de atender à demanda da categoria.

Ele alegou que o governo tem o objetivo de reduzir impostos. Para isso, Zema disse que buscará alternativas em conjunto para encontrar alternativas.

Segundo a Secretaria da Fazenda, o estado de Minas Gerais tem uma alíquota de 15% sobre o diesel, 16% sobre o etanol e 31% sobre a gasolina.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Silvio Souza
Silvio Suehiro Souza é formado em Comunicação Social - Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes (UMC). Desde 2019 dedica-se à redação do portal FDR, onde tem acumulado experiência e vasto conhecimento na área ligada a economia, finanças e investimentos. Além disso, Silvio produz análises sobre produtos e serviços financeiros, sempre prezando pela imparcialidade e informações confiáveis.