Calendário de vacinação da COVID-19 promete ser antecipado NESTE estado

O estado do Amazonas é um dos mais impactados com a 2ª onda do coronavírus. Por essa razão, o Ministério da Saúde vai propor aos conselhos de secretários estaduais e municipais de Saúde um acordo para estender a reserva de doses das vacinas da Covid-19.

Calendário de vacinação da COVID-19 promete ser antecipado NESTE estado
Calendário de vacinação da COVID-19 promete ser antecipado NESTE estado (Imagem: Maksim Goncharenok/Pexels)

A medida tem como intuito diminuir a crise, pois o estado tem enfrentado muitas dificuldades, além de contar com uma nova variante do coronavírus, a P.1. Outro problema é que a capital, Manaus, tem sofrido um colapso por falta de oxigênio.

No mês de janeiro, apenas 5% do total de 2 milhões de doses de vacinas da AstraZeneca foram direcionadas ao estado.

Porque essa quantidade de vacinas da Covid-19 no estado?

Vale lembrar que o percentual de vacinas foi acordado anteriormente entre os governadores em um fórum. Somando todos os lotes, o estado recebeu 555 mil doses até o momento, que foram aplicadas nos profissionais de saúde e idosos acima de 70 anos.

O ministério da saúde propões a antecipação, mas ainda não indica como será feita. A ideia é que a reserva de 5% das doses seja mantida, com extensão da oferta para mais grupos. Além disso, existe a possibilidade de inclusão de outros estados da região norte, mas isso vai depender dos dados colhidos de cada um deles.

É importante lembrar que a medida será levada adiante desde que não traga falta de doses para os demais estados.

Esta medida será proposta ao Conass (Conselho Nacional dos Secretários Estaduais de Saúde) e ao Conasems (Conselho dos Secretários Municipais de Saúde) e implementada com o apoio do Ministério da Defesa”, completa a pasta em nota.

Distribuição de vacinas não tem respeitado tamanho dos estados

Esse tem sido um problema muito presente na distribuição das doses das vacinas. O tamanho, a população e o risco de contágio não têm sido levados em conta na hora de distribuir os lotes. A gravidade da situação em cada localidade também não está sendo utilizada como parâmetro.

Alguns estados tem demonstrado a insatisfação perante o Ministério da Saúde e o primeiro a reclamar é o Pará. O governo do estado enviou um ofício para entender os critérios utilizados para definir o quantitativo de imunizantes a ser distribuído.

 

 

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Bartira Araújo
Bartira Araújo se formou em Jornalismo pela Universidade Santa Cecília (UniSanta) no ano de 2008. Trabalhou como editora do Portal Unisanta Online e redatora em agências de marketing. Atualmente, produz matérias sobre loterias para o site FDR.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA