Como usar o FGTS para diminuir valor do financiamento da casa própria?

Valor de financiamentos imobiliários podem ser reduzidos por meio do FGTS. O cidadão que estiver pagando as parcelas de sua casa própria deve ficar atento, pois há a possibilidade de amenizar a cobrança mensal através do Fundo de Garantia pelo Tempo de Serviço. Abaixo, saiba como consultar as contas ativas e inativas para liberar tais transições.

Como usar o FGTS para diminuir valor do financiamento da casa própria? (Imagem: Google)
Como usar o FGTS para diminuir valor do financiamento da casa própria? (Imagem: Google)

O mutuário de financiamentos do SFH (Sistema Financeiro da Habitação) pode recorrer ao FGTS para reduzir o valor total das parcelas de seu imóvel.

O procedimento é frequentemente utilizado como uma forma de antecipar a prestação de contas da casa própria. Além de minimizar a cobrança, é possível usar integralmente o fundo de garantia.

Como usar o FGTS no financiamento?

O primeiro passo a se fazer é consultar o valor total do saldo presente no Fundo de Garantia. Para isso, o cidadão pode baixar o aplicativo do FGTS, e por meio da utilização de seu CPF conferir o montante registrado em sua conta.

Ciente do quanto poderá investir, a próxima etapa deve ser realizada no aplicativo Habitação Caixa. A ferramenta permite que seja feito um cruzamento de dados entre o FGTS e o valor do financiamento para assim determinar a quantia e valor das parcelas.

Outra opção também de consulta e informação é através dos números 3004-1105 (capitais e regiões metropolitanas) ou 0800-726-0505 (demais cidades) e digitar a opção 7. Nesse caso, o atendimento vem sendo feito de segunda a sexta-feira, das 8h às 20h.

Informes sobre a amortização do valor

Uma vez em que sabe o saldo de seu FGTS, o cidadão passa a ter o direito de pedir a redução no valor do financiamento. Normalmente, esse tipo de contrato é feito da seguinte forma: o valor total do fundo de garantia é investido no financiamento e a quantia restante (se houver) passa a ser dividida e quitada mês a mês.

Há também a possibilidade de utilizar apenas metade dos recursos do FGTS e quitar o restante. Todos os informes sobre essa negociação são determinados pela Caixa Econômica Federal e o segurado titular do FGTS.

Para mais informações sobre o uso do fundo de garantia ou financiamentos, fique de olho em nosso portal.

Eduarda Andrade
Mestre em ciências da linguagem pela Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo na mesma instituição. Atualmente se divide entre a edição do Portal FDR e a sala de aula. - Como jornalista, trabalha com foco na produção e edição de notícias relacionadas às políticas públicas sociais. Começou no FDR há três anos, ainda durante a graduação, no papel de redatora. Com o passar dos anos, foi se qualificando de modo que chegasse à edição. Atualmente é também responsável pela produção de entrevistas exclusivas que objetivam esclarecer dúvidas sobre direitos e benefícios do povo brasileiro. - Além do FDR, já trabalhou como coordenadora em assessoria de comunicação e também como assessora. Na sua cartela de clientes estavam marcas como o Grupo Pão de Açúcar, Assaí, Heineken, Colégio Motivo, shoppings da Região Metropolitana do Recife, entre outros. Possuí experiência em assessoria pública, sendo estagiária da Agência de Desenvolvimento Econômico do Estado de Pernambuco durante um ano. Foi repórter do jornal Diário de Pernambuco e passou por demais estágios trabalhando com redes sociais, cobertura de eventos e mais. - Na universidade, desenvolve pesquisas conectadas às temáticas sociais. No mestrado, trabalhou com a Análise Crítica do Discurso observando o funcionamento do parque urbano tecnológico Porto Digital enquanto uma política pública social no Bairro do Recife (PE). Atualmente compõe o corpo docente da Faculdade Santa Helena e dedica-se aos estudos da ACD juntamente com o grupo Center Of Discourse, fundado pelo professor Teun Van Dijk.