Capital de São Paulo divulga nova lista com inclusos na 1ª fase da vacina do COVID-19

A Prefeitura de São Paulo passou a incluir na 1ª fase da vacina do covid-19 os funcionários que trabalham em hospitais públicos e privados com atendimento exclusivos para a doença. Estão presentes na nova lista os profissionais de AMAs, UPAs, UBSs e prontos-socorros referência para o coronavírus.

Capital de São Paulo divulga nova lista com inclusos na 1ª fase da vacina do covid-19
Capital de São Paulo divulga nova lista com inclusos na 1ª fase da vacina do covid-19 (Imagem: Alena Shekhovtcova/Pexels)

Anteriormente, estavam inclusos somente quem trabalha da linha de frente. Além dos profissionais de saúde, o plano de vacinação passa a englobar os funcionários e moradores de residências terapêuticas e idosos assistidos.

O aumento na lista do público-alvo da imunização acontece após a capital paulista receber 165.300 doses da vacina AstraZeneca.

Esse imunizante foi produzido em parceira com a Universidade de Oxford. O governo federal importou as doses da Índia.

As vacinas recebidas serão utilizadas totalmente na primeira dose. A Prefeitura da capital de São Paulo já contava com o recebimento de 430 mil doses da CoronaVac. Essa vacina foi desenvolvida pelo laboratório Sinovac, em parceria com o Instituto Butantan.

Para as duas vacinas, o esquema vacinal será de duas doses. Para a CoronaVac, o intervalo será de 14 a 28 dias entre elas. Já no caso da AstraZeneca, haverá intervalo de 4 a 12 semanas.

Lista dos novos inclusos na 1ª fase da vacina do covid-19

  • funcionários de hospitais públicos e privados com atendimento exclusivo para Covid-19;
  • funcionários de hospitais públicos e privados que atuam nos setores de atendimento a pacientes com Covid-19 — reabilitação, coleta de laboratório, limpeza e administrativo;
  • funcionários de Unidade de Pronto Atendimento (UPA), Pronto Socorro (PS), Pronto Atendimento (PA), Assistência Médica Ambulatorial (AMA) isolada e Unidade Básica de Saúde (UBS)/AMA integradas e todas as UBSs;
  • funcionários e idosos do Programa de Assistência ao Idoso (PAI);
  • funcionários e idosos acamados atendidos por serviços da Equipe Multiprofissional de Atenção Domiciliar (EMAD);
  • funcionários e residentes dos Serviços de Residência Terapêutica (SRT);
  • funcionários e residentes das Unidades de Acolhida (UA).

Anteriormente, o programa no município de São Paulo já previa a inclusão de profissionais de saúde da linha de frente da rede pública e privada, com atendimento de 24 horas por dia, e os idosos que vivem em asilos.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Silvio Souza
Silvio Suehiro Souza é formado em Comunicação Social - Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes (UMC). Desde 2019 dedica-se à redação do portal FDR, onde tem acumulado experiência e vasto conhecimento na área ligada a economia, finanças e investimentos. Além disso, Silvio produz análises sobre produtos e serviços financeiros, sempre prezando pela imparcialidade e informações confiáveis.