Aneel aprova redução de tarifa em DUAS usinas com impacto direto na conta dos brasileiros

Nesta terça-feira (15), a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou a redução de tarifa nas usinas de Itaipu, além das Centrais de Geração Nucleoelétricas Angra 1 e 2. As medidas valerão para 2021, de forma a impactar positivamente na conta dos brasileiros.

Aneel aprova redução de tarifa em duas usinas com impacto direto na conta dos brasileiros
Aneel aprova redução de tarifa em duas usinas com impacto direto na conta dos brasileiros (Imagem: Nilton Rolin/Itaipu)

Itaipu

Para a usina de Itaipu, a diretoria colegiada da Aneel indicou a redução de 1,18% na tarifa de repasse da energia produzida em 2021. A aprovação fará com que a quantia seja de US$ 28,07 quilowatt (kW) por mês. O valor vigente tem sido de US$ 28,41 por quilowatt.

Segundo a Aneel, para o cálculo da tarifa, foi considerado o custo unitário dos serviços de eletricidade da usina (US$ 22,60 por quilowatt), o custo da energia cedida ao Brasil pelo Paraguai (US$ 2,12 por quilowatt) e a Parcela devido a retirada do fator de reajuste (US$ 3,3457 por quilowatt).

A UHE Itaipu possuí 20 unidades geradoras e 14.000 megawatts (MW) de potência instalada. Ela atende 11,3% da demanda do mercado brasileira e 88,1% do paraguaio. A usina foi construída pelos dois países.

A tarifa de repasse representa a quantia a ser paga pelas distribuidoras cotistas para aquisição de energia elétrica — comercializada pela Eletrobras. As distribuidoras que compram a energia de Itaipu são do Sul, Sudeste e Centro-Oeste. A nova tarifa valerá a partir do dia 1 de janeiro de 2021.

Angra 1 e 2

No caso das usinas nucleares de Angra 1 e 2, a Agência aprovou a redução de 8,1% nas tarifas de energia produzida. A nova tarifa será de R$ 249,64/MWh. A mudança veio após a aprovação de uma receita fixa no valor de R$ 3,424 bilhões.

O pagamento da energia elétrica proveniente das Centrais de Geração Nucleoelétricas Angra 1 e 2 é dividido entre as distribuidoras do Sistema Interligado Nacional (SIN).

A receita vem da tarifa homologada pela Aneel. Da mesma forma, os valores entrarão em vigor a partir do dia 1 de janeiro de 2021.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Silvio Souza
Silvio Suehiro Souza é formado em Comunicação Social - Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes (UMC). Possui experiência em produção textual e, atualmente, dedica-se à redação do FDR produzindo conteúdo sobre economia.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA