Rio de Janeiro restringe acesso às áreas de lazer e orlas da capital; o que MUDA?

Devido ao aumento de casos de contaminação por Covid-19, a Prefeitura do Rio de Janeiro em conjunto com o estado decidiu suspender o acesso às áreas de lazer e proibiu o estacionamento na orla. As praias da capital continuam abertas.

Rio de Janeiro restringe acesso às áreas de lazer e orlas da capital; o que MUDA?
Rio de Janeiro restringe acesso às áreas de lazer e orlas da capital; o que MUDA? (Imagem: Reprodução/Google)

O anúncio das novas medidas de restrições foi feita na última quinta-feira (10) pela Prefeitura do Rio de Janeiro. As medidas são para conter o aumento de casos de contaminação por Covid-19, sendo as aglomerações nas praias uma das grandes vilãs.

A Prefeitura decidiu suspender as áreas de lazer, como, por exemplo, as vias que ficam fechadas aos domingos para a prática de esporte. Além disso, proibiu o estacionamento na orla nos fins de semana e feriados.

Mesmo diante do aumento de casos, a capital decidiu permanecer com as praias liberadas e o funcionamento de bares, restaurantes e casas noturnas. O decreto foi publicado no Diário Oficial na sexta-feira (11).

Todas as decisões foram tomadas na última quarta-feira (09), durante uma reunião no Palácio da Guanabara, sede do governo do estado, na qual participou o prefeito do Rio, Marcelo Crivella (Republicanos), o governador, Cláudio Castro (PSC), e os secretários de Saúde municipal e estadual.

Medidas adotadas pela Prefeitura do Rio de Janeiro

  • Horário de atividades escalonado: indústria (a partir das 7h), serviços (a partir das 9h) e do comércio de rua (a partir das 11h);
  • Proibição de estacionamento na orla nos fins de semana e feriados;
  • Suspensão das áreas de lazer nas orlas de Copacabana, Ipanema, Leblon e no Aterro do Flamengo aos domingos e feriados;
  • Proibição do uso de áreas comuns de lazer em condomínios;
  • Shoppings e Centros Comerciais poderão ficar abertos 24 horas.

O horário escalonado é para evitar a aglomeração nos transportes públicos. A abertura dos shoppings e centros comerciais 24 horas por dia já tinha sido anunciada e, também, é para evitar aglomeração durante as compras de fim de ano.

A prefeitura informou que os vendedores ambulantes legais que trabalham nas orlas receberão cestas básicas durante a duração das novas medidas, já que o trabalho fica paralisado com a suspensão dessas áreas de lazer.

O objetivo do governo do estado e da prefeitura é proteger a população carioca, mas sem prejudicar o retorno da economia na cidade.

Você gostou deste conteúdo? AVALIE:

Avaliação média:
Total de Votos:

Rio de Janeiro restringe acesso às áreas de lazer e orlas da capital; o que MUDA?

×
Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Glaucia Alves
Gláucia Alves, formada em Letras-Inglês pela Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE). Foi professora por 8 anos. Em 2020 começou a trabalhar como corretora de redação. Atualmente, trabalha na equipe do portal FDR, produzindo conteúdo sobre economia e direitos da população brasileira, além de realizar consultoria de redação on-line.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA