TSE marca data para 1º turno das eleições municipais em Macapá

Eleições são remarcadas no Macapá. Diante da crise elétrica que afeta o estado do Amapá há mais de 15 dias, o Tribunal Regional Eleitoral informou que o primeiro e o segundo turnos das eleições deverá ocorrer apenas no mês de dezembro. As novas datas foram debatidas ao longo dessa quarta-feira (18) e já foram decididas em comum acordo.   

TSE marca data para 1º turno das eleições municipais em Macapá (Imagem: Reprodução/Google)
TSE marca data para 1º turno das eleições municipais em Macapá (Imagem: Reprodução/Google)
publicidade

Não só os serviços foram paralisados no Macapá. Vivenciando o maior apagão da história, o estado também precisou remarcar as eleições.

Sem a possibilidade de utilização das urnas, o TRE regional informou que os eleitores deverão cumprir seu dever de votação no dia 6 de dezembro, data escolhida para o primeiro turno. 

Ainda cogitando a possibilidade dos votos se igualarem, o órgão já definiu também a data do segundo turno que foi marcada para 20 de dezembro. A ideia é que todo o tramite político ocorra antes do natal para que no primeiro dia de janeiro de 2021 os novos eleitos possam ocupar seus cargos.  

“O TRE deliberou por solicitar ao TSE nova data para a realização das eleições em Macapá sendo o 1º turno em 6 de dezembro e 2º turno em 20 de dezembro, se houver, de acordo com a disponibilidade técnica que nos foi informada pelo TSE. […] É decisão unânime. Determino que seja oficiado imediatamente ao TSE e que a equipe de tecnologia de informação da corte regional já inicie o que for necessário para os simulados com a TI do TSE”, explicou o presidente do TRE-AP, desembargador Rommel Araújo. 

TSE aprovou a proposta  

Além da avaliação do TER, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) também precisou acompanhar a definição das datas. A aprovação foi validada durante a durante 4ª Sessão Administrativa Extraordinária, transmitida pela internet. 

Inicialmente, as datas escolhidas tinha sido os dias 13 e 27 de dezembro. Porém, o TRE argumentou a necessidade de antecipar as votações tendo em vista a resolução de possíveis erros técnicos que viessem a ocorrer.  

Ainda nessa quarta-feira (18), foi realizada uma coletiva de imprensa explicando como funcionará os processos de fiscalização e segurança. Os representantes afirmaram que até o primeiro turno a situação elétrica já estará reestabelecida e a preocupação maior será quanto as medidas de prevenção do covid-19. 

Eduarda AndradeEduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestranda em ciências da linguagem na Universidade Católica de Pernambuco e formada em Jornalismo pela mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguagens. No mercado de trabalho, já passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de ter assessorado marcas nacionais como a Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR.