ASA Investments projeta que o Ibovespa alcançará 120 mil pontos no início do próximo ano

Recentemente, o Ibovespa tem registrado alta, com o índice por volta de 106 mil pontos. Para o ASA Investments, o Ibovespa deve chegar a 120 mil pontos no início do próximo ano.

Projeção do ASA Investments indica que o Ibovespa alcançará 120 mil pontos no início de 2021
Projeção do ASA Investments indica que o Ibovespa alcançará 120 mil pontos no início de 2021 (Imagem: Lorenzo/Pexels)

No fechamento desta quarta-feira (18) do Ibovespa, por exemplo, o valor indicado foi de 106,119,09 pontos. Desde o início deste mês, o índice tem apresentado alta considerável.

“A bolsa acabou de dar uma espichada enorme para 106 mil pontos. Não dá para descartar agora, dada a magnitude do movimento, a gente ter alguma realização, mas mirando o médio prazo, acho que o quadro é positivo”, afirma Marcio Fontes, gestor do ASA Hedge e diretor de investimentos da ASA Asset.

Alguns motivos foram citados para que este valor ocorra no começo de 2021. Um dos pontos levantados foi a estimativa de lucro estimada pela ASA Asset para as empresas listadas.

“O Ibovespa opera atualmente com uma pontuação que representa um múltiplo circunstancialmente abaixo do observado em 2019 (12,5 contra 14 vezes)”, relata.

Outro motivo seria por conta do alto hiato do produto que reforça que o juro se mantenha baixo por mais tempo, de forma a acarretar em múltiplos elevados. Por conta de que ano que vem não seja um ano eleitoral, facilitaria para a base do governo no Congresso para se estruturar.

Com a possível vinda da vacina contra a covid-19, a economia global tem reagido positivamente. O resultado das eleições nos Estados Unidos seria outro aspecto a auxiliar no aumento do Ibovespa.

“A baixa alocação proporcional em bolsa por parte de grandes fundos globais, casada com o ambiente favorável após a eleição do Executivo democrata com um Senado republicano nos EUA, tende a impulsionar a tomada de risco em países emergentes”, argumenta.

Riscos

Conforme apontado pelo ASA Investments, a segunda onda de covid-19 deve ser um fator de risco para a projeção. No entanto, há uma ressalva.

“No Brasil, porém, a taxa de reinfecção tende a ser mais branda. Isso deve acontecer pelo alto nível de soroprevalência da população […], pelo fato de que a mobilidade no país ficou mais restrita do que nos EUA e na Europa, e também pela sazonalidade positiva (início do verão)”, destaca.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Silvio Souza
Silvio Suehiro Souza é formado em Comunicação Social - Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes (UMC). Desde 2019 dedica-se à redação do portal FDR, onde tem acumulado experiência e vasto conhecimento na área ligada a economia, finanças e investimentos. Além disso, Silvio produz análises sobre produtos e serviços financeiros, sempre prezando pela imparcialidade e informações confiáveis.