Estabilidade do PIX é a prioridade para o Banco Central; solução de pagamentos já está em funcionamento

Durante a coletiva de lançamento do PIX, nesta última segunda-feira (16), o presidente do Banco Central do Brasil (BC), Roberto Campos Neto, declarou que a prioridade é ter o máximo de estabilidade na nova solução de pagamentos, antes de lançarem novas funcionalidades na plataforma.

Estabilidade do PIX é a prioridade para o Banco Central; solução de pagamentos já está em funcionamento   (Imagem: Reprodução/Google)

“Na medida em que se estabilize o sistema, vamos pensar em novas funcionalidades que já estão em estudo, como o PIX Garantido e o Saque PIX (cashback)”, respondeu o presidente do BC durante a coletiva.

O PIX começou a funcionar plenamente na manhã desta segunda (16). A nova plataforma de pagamentos e transferências instantâneas criada pelo BC, já conta com mais de 30 milhões de pessoas cadastradas e mais de 71 milhões de chaves registradas.

Além de ser gratuito, as transações podem ser feitas à qualquer dia da semana, à qualquer hora, inclusive feriados, com conclusão de 10 segundos.

Para utilizá-lo é preciso cadastrar uma chave junto ao banco ou instituição de pagamento. Dentre as opções de chaves estão o CPF ou CNPJ, número do celular, e-mail ou uma chave numérica gerada automaticamente pelo sistema.

PIX x CPMF digital

Durante a coletiva, Campos Neto reiterou que o lançamento não possui nenhuma relação com os estudos do Ministério da Economia para a criação de um novo imposto sobre pagamentos, como era a extinta CPMF:

“Queria deixar claro com todas as letras que a criação do PIX não tem nada a ver com a intenção de se cobrar algum imposto. Até porque deve chegar a 20% ou 25% dos pagamentos, e quem quer cobrar imposto sobre pagamentos tem que cobrar em mais de 25%. Não é o PIX que fará o imposto existir”.

Contas de luz pagas através do PIX

Segundo o chefe do Departamento de Competição e de Estrutura do Mercado Financeiro do Banco Central, Ângelo Duarte, ainda não há um prazo para que as contas de luz possam ser pagas através da solução de pagamentos e explicou que a formatação das contas depende de uma regulamentação feita pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). Duarte acredita que deve acontecer no 1º  semestre de 2021.

PIX Garantido

João Manoel de Pinho de Mello, diretor de Organização do Sistema Financeiro e de Resolução do BC, apresentou funcionalidades adicionais  que serão implementadas pelo Banco Central nos próximos meses. “O PIX Programado já está em funcionamento. Já o chamado Garantido será para o primeiro semestre do ano que vem e funcionará como parcelas de um cartão de crédito”.

Saque PIX (cashback)

Pinho de Mello reiterou que o Saque PIX (cashback) também tem previsão de iniciar durante o 1º semestre de 2021. Na opinião do presidente do BC, Roberto Campos Neto, o Saque facilitará a vida dos usuários e diminuirá os custos de saques de dinheiro em espécie no futuro.

WhatsApp

Campos Neto garantiu que em breve o Brasil começará a fazer transações financeiras “p-2-p” e “p-2-m” através do WhatsApp. “Tenho conversado bastante com o CEO do WhatsApp e ele tem me dito que o processo no Banco Central foi mais rápido que em outros países. E estamos em busca de outras parcerias”.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

REDAÇÃO
Cobertura e repercussão de assuntos que impactam o bolso de todos os brasileiros. A redação do FDR.com.br traz diariamente assuntos relevantes de uma forma descomplicada e confiável.