PIX: Abecs garante que nova solução de pagamentos do BC não comprometerá o setor de cartões

O novo lançamento do mercado financeiro desenvolvido pelo Banco Central (BC) conhecido como Pix, ferramenta para transações instantâneas, não irá comprometer o setor de cartões. De acordo com Pedro Coutinho, presidente da Abecs (Associação Brasileira das Empresas de Cartões de Crédito e Serviços), o sistema será mais uma opção de pagamento destinada aos clientes e tende a diminuir ineficiências financeiras.

PIX: Abecs garante que nova solução de pagamentos do BC não comprometerá o setor de cartões
PIX: Abecs garante que nova solução de pagamentos do BC não comprometerá o setor de cartões (Imagem: Reprodução/Google)

Uma das funcionalidades do Pix é realizar o pagamento de compras e serviços, o que acarretaria em uma certa rivalidade entre a ferramenta e o débito. O executivo afirma, no entanto, que a tecnologia possui outras funções mais importantes, como diminuir o uso do dinheiro e de boletos.

Coutinho diz que 40% dos gastos das famílias é transacionado em dinheiro e que isso é custoso para as empresas e instituições financeiras, visto que há gastos com carro-forte, abastecimento de caixas eletrônicos, etc.

Por causa disso, o Pix pode trazer mais eficiência, substituindo as transações em dinheiro físico. Coutinho também ressalta que o sistema irá facilitar o pagamento de contas e a transferência entre pessoas.

“A função principal dele não é reduzir o débito. Vai reduzir? Pode reduzir. Mas vai reduzir o uso do dinheiro, de papel, vai dar mais eficiência do que temos no TED e DOC”, disse.

Algumas vantagens do Pix:

Transferências instantâneas 

Antes do lançamento do Pix, não havia como efetuar transações bancárias fora do horário comercial, nos fins de semana ou durante os feriados. Mas, com a ferramenta as transações poderão ser feitas em tempo real, 24 horas por dia e em todos os dias do ano.

Custo praticamente gratuito nas transações

Com o Pix será possível que o pagamento ou transferência saia direto da conta do usuário pagador para a conta do usuário recebedor, seja ele uma pessoa física ou um estabelecimento, sem a necessidade da interferência de intermediários.

Por esse fator, a transação é mais rápida, de até 10 segundos, e também praticamente zera os custos. Os clientes estarão livres de pagar taxas ao realizar transferências para outros bancos, por exemplo. 

Não é preciso baixar mais um aplicativo

Para usar o sistema em seu smartphone, não é preciso baixar outros aplicativos. Isso porque os aplicativos das instituições bancárias ou das carteiras digitais que oferecerão a ferramenta já contam com o sistema disponível a um clique.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

REDAÇÃO
Cobertura e repercussão de assuntos que impactam o bolso de todos os brasileiros. A redação do FDR.com.br traz diariamente assuntos relevantes de uma forma descomplicada e confiável.