Contribuição ao INSS poderá ser feita por meio do sistema PIX; entenda como funciona

O PIX terá a opção de recolhimento de contribuições ao INSS, informou o diretor de Organização do Sistema Financeiro, João Manoel Pinho de Mello. A permissão veio após a assinatura de um acordo com a Secretaria Especial de Previdência e Trabalho.

Contribuição ao INSS poderá ser feita por meio do sistema PIX; entenda como funciona
Contribuição ao INSS poderá ser feita por meio do sistema PIX; entenda como funciona (Imagem: reprodução/google)

O PIX é o sistema brasileiro de pagamentos instantâneos que será lançado no dia 16 de novembro. Porém, os bancos credenciados já estão fazendo o cadastro de chaves dos seus clientes.

Segundo o diretor de Organização do Sistema Financeiro, o Banco Central assinou um acordo com a Secretaria Especial de Previdência e Trabalho e, por tanto, permitirá o recolhimento de contribuições ao INSS.

Além disso, o Banco Central já tinha firmado parcerias com o Tesouro Nacional e com a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). Permitindo assim, o pagamento de contas de luz e o de contribuições.

PIX

No dia 16 de novembro os brasileiros terão acesso ao sistema e poderão fazer pagamentos e transferências 24 horas por dia, 7 dias por semana, todos os dias do ano. Os cadastros das chaves já podem ser feitas.

Segundo Mello, mais de 45 milhões de chaves já foram cadastradas e mais de 750 instituições bancárias já foram aprovadas para ofertar o PIX.

“Temos até o momento 43 reclamações de cadastro indevido no Pix”, afirmou Pinho de Mello.

Isso mostra o quanto o sistema é seguro e pronto para ser usado. “O Pix é tão seguro ou mais seguro que os demais meios de pagamentos digitais”, disse o diretor na última quinta-feira (22) em uma videoconferência para a abertura do Fórum Pix, promovido pelo Banco Central.

Com as chaves os usuários poderão realizar transações bancárias sem precisar informar os dados bancários, apenas com a chave cadastrada, que pode ser um e-mail, CPF/CNPJ, número de telefone ou um EVP (uma sequência de 32 dígitos a ser solicitado no banco).

Outra vantagem é que as transações serão imediatas, diferentes das TEDs e DOCs. Com isso, o PIX mostra que vem ao mercado para sanar todas dificuldades no setor bancário, tendo tudo para ser um sucesso permanente e aderido por todos os brasileiros.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Glaucia Alves
Gláucia Alves, formada em Letras-Inglês pela Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE). Foi professora por 8 anos. Em 2020 começou a trabalhar como corretora de redação. Atualmente, trabalha na equipe do portal FDR, produzindo conteúdo sobre economia e direitos da população brasileira, além de realizar consultoria de redação on-line.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA