Pequenos negócios estão tendo mais acesso ao crédito, diz Sebrae

Levantamento feito pelo Sebrae, em parceria com a Fundação Getúlio Vargas (FGV) mostra que a concessão de empréstimo às micro e pequenas empresas registrou um crescimento de 9% entre os dias 31 de agosto e 1º de outubro.

Empréstimo a microempreendedores cresceu 9% em setembro
Empréstimo a microempreendedores cresceu 9% em setembro (Imagem: Reprodução/Google)

De acordo com a pesquisa, dentre as micro e pequenas empresas (MPEs) que buscaram empréstimos, 31% foram aprovadas pelas instituições financeiras. Esse é o melhor resultado para a série iniciada em março deste ano.

Para o Sebrae, esse aumento ocorreu principalmente devido a retomada da maior partes das empresas às suas atividades (83% das empresas já voltaram a operar) após a pandemia. Os micro e pequenos negócios têm conseguido apresentar um histórico de faturamento às instituições de créditos, facilitando a aprovação.

O lançamento da segunda fase do Pronampe, no início do mês de setembro, também foi um fator relevante nesse aumento, pois disponibilizou mais recursos para novos empréstimos.

Na opinião do presidente do Sebrae, Carlos Melles, ainda há muito o que melhorar no acesso de microempreendedores ao crédito, mas os avanços apontados no levantamento precisam ser comemorados.

“Se analisarmos os dados gerais, perceberemos que os donos de pequenos negócios ainda têm bastante receio na hora de procurar um empréstimo. Tanto que apenas metade deles buscou esse recurso, mesmo com todas as dificuldades impostas com a perda de faturamento. E, ainda assim, só 31% deles tiveram sucesso. De todo modo, ações como o Fampe e o Pronampe se mostraram fundamentais e precisam ser consolidadas”, declarou Melles.

Cenário positivo

O levantamento feito pelo Sebrae e FGV apontou que, apesar da melhora no quadro geral, a situação dos pequenos negócios ainda é um pouco preocupante. Em setembro, 74% das empresas registraram queda no faturamento (em março, o resultado era de 89%) e a perda média ficou em 36% comparado ao período anterior à pandemia.

A pesquisa mostrou que 23% dos negócios já conseguiram igualar ou até mesmo superar o faturamento que tinham antes da chegada da crise. Ficou constatado também que, os empresários que desenvolveram práticas inovadoras em seus negócios tiveram mais sucesso na melhora dos níveis de faturamento.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

REDAÇÃO
Cobertura e repercussão de assuntos que impactam o bolso de todos os brasileiros. A redação do FDR.com.br traz diariamente assuntos relevantes de uma forma descomplicada e confiável.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA