Atenção, empresas! Veja como melhorar seu atendimento e fidelizar clientes

Além de conhecer os clientes e o que eles desejam, para melhorar o atendimento e garantir os compradores, as empresas podem fazer diversas coisas. Principalmente, em um contexto no qual a concorrência está cada vez mais acirrada.

Atenção, empresas! Veja como melhorar seu atendimento e fidelizar clientes
Atenção, empresas! Veja como melhorar seu atendimento e fidelizar clientes (Imagem: Reprodução/Google)
publicidade

O Brasil bateu um recorde nunca presenciado na criação de novas empresas, mesmo diante da calamidade pública vivida devido à pandemia de Covid-19.

Segundo o Indicador de Nascimento de Empresas da Serasa Experian 277.857 novas empresas foram criadas em junho, sendo esse um crescimento de 17,7% em comparação com o mesmo período do ano passado.

Diante da pesquisa, 78% são de microempreendedores individuais (MEI), 10,2% são sociedades limitadas e 3,6% de empresas individuais.

Os MEIs são, sem dúvida, os responsáveis pelo índice de crescimento de novas empresas, sendo essa uma das maneiras encontradas para colocar os trabalhadores informais dentro da Legalidade.

Segundo o economista Luiz Rabi, da Serasa Experian, “com a geração de empregos formais ainda em marcha lenta na economia brasileira, o empreendedorismo tem sido uma válvula de escape para o desenvolvimento de atividades econômicas geradoras de renda para uma quantidade cada vez maior de indivíduos. Isto explica o forte crescimento principalmente na criação de novos Microempreendedores Individuais”.

Diante disso, com as novas empresas e novos proprietários de empreendimentos inexperientes, algumas dicas são válidas para garantir a fidelidade dos clientes e o melhor atendimento.

Como melhorar atendimento da empresa?

Monitorar a experiência do cliente é uma das formas capazes de aprimorar as empresas.

Segundo Thais Suzuki, diretora de customer experience do iFood, “Não importa o tamanho, segmento ou momento da empresa, o cliente já está em contato com você. Especialmente com as redes sociais — um cliente insatisfeito pode derrubar o valor da sua marca”.

“A área de customer experience passou por diversas transformações no mercado, mas hoje eu vejo que passa pela jornada inteira, desde a aquisição do cliente até a execução do serviço e o atendimento. Para mim, é sobre fazer com que a jornada seja cada vez mais fluída, para empoderar o crescimento, a retenção ou o aumento da base de clientes”, continua Suzuki.

Além disso, é importante definir o que o público deseja, os canais de contato entre empresa e público e as etapas da jornada de compra.

Segundo Bruno Giacomelli, diretor de da customer experience Loft, “Se um amigo me perguntar ‘a quantas anda a compra do seu apartamento com a Loft’, a minha resposta seria uma etapa da jornada”. Com isso, os clientes consegue identificar falhas e solicitar melhorias.

Glaucia AlvesGlaucia Alves
Gláucia Alves, formada em Letras-Inglês pela Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE). Foi professora por 7 anos. Esse ano começou a trabalhar como redatora e como corretora de redação. Atualmente, trabalha na equipe do portal FDR e realiza consultoria de redação on-line.