Procon-SP faz operação do ‘Dia das Crianças’ e encontra diferença de 190% nos preços

Atenção pais, pesquisa mostra abuso de preços nos presentes de Dia das Crianças. Se você está procurando por um brinquedo para agradar seu filho ou sobrinho, fique ligado. Segundo um levantamento realizado pela Fundação Procon SP, o valor dos produtos está até 190% diferentes entre as lojas.   

Procon-SP faz operação do 'Dia das Crianças' e encontra diferença de 190% nos preços (Imagem: Google)
Procon-SP faz operação do ‘Dia das Crianças’ e encontra diferença de 190% nos preços (Imagem: Google)

Na próxima segunda-feira (12) comemora-se o dia das crianças. A data está entre as principais festividades do comércio, que no atual cenário de crise tem esperança de conseguir levantar novos recursos. No entanto, para pais e responsáveis, é preciso ficar atento aos abusos de preços já apontados pelo Procon SP. 

A fundação fez um levantamento, entre os dias 29 e 30 de setembro nos sites das lojas Americanas, Carrefour, Extra, Magazine Luiza e Ri Happy e pode identificar uma diferença de até 190% em seus preços. Ao todo, foram avaliados 70 itens de diferentes modelos, como bonecas, bonecos, jogos e massas de modelar. 

O brinquedo Super Massa Frutas, por exemplo, está sendo vendido por R$ 18,99 em uma loja e R$ 55,00 em outra, tendo uma diferença de R$ 36. 

O Procon alerta que os valores tendem a ser abusivos e para evitar cair nas estratégias de venda das grandes marcas, disponibilizou uma série de dicas para os consumidores.  

Cuidados para evitar fraudes  

A primeira recomendação da fundação é fazer uma pesquisa completa entre sites e unidades presenciais. Leve em consideração o custo do frete, para as compras feitas online. Antes de definir onde comprar, faça uma lista com todos os valores aplicados para o mesmo produto, isso evitará que você pague mais caro desnecessariamente.  

Outro ponto importante são as formas de pagamento. Priorize as lojas que não cobram juros e se possível faça sua aquisição na modalidade de débito. Para quem for dividir, certifique-se do valor do produto antes do parcelamento e o cobrado após para saber as quantias extras aplicadas em casa parcela.  

Confira as informações do produto. Qualidade, manual de instrução, cor, origem, entre outros, para evitar que a compra venha de forma diferente. Por fim, confira também se o produto é certificado pelo Inmetro, estando autorizado para a comercialização. 

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Eduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestranda em ciências da linguagem na Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo pela mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR, onde já acumula anos de experiência e pesquisas sobre economia popular e direitos sociais.