Como os pais devem se preparar para volta às aulas na sua cidade?

O governador João Doria, determinou que as aulas presenciais podem retornar nesta quarta-feira (7) no estado de São Paulo. A decisão em outros estados dependem de um plano sanitário que possa autorizar a retomada. Saiba aqui como se preparar para a volta às aulas.

Como os pais devem se preparar para volta às aulas na sua cidade?
Como os pais devem se preparar para volta às aulas na sua cidade? (Foto: Google)

O governador de São Paulo destacou que a retomada fica por conta dos prefeitos de cada cidade.

Neste inicio, as escolas devem receber apenas 20% dos alunos da educação básica, independente de ser rede pública ou privada. Os pais terão a opção de enviar seus filhos para escola, ou mantê-los no ensino remoto.

Já o ensino superior pode retornar às suas atividades, mas seguindo todos os protocolos sanitários determinados para evitar o contágio e a disseminação do novo coronavírus.

Foram realizadas testagens para verificar a segurança da retomada das aulas previstas para o dia 3 de novembro.

Devem ser mantidos o distanciamento de 1,5 metros, oferta de álcool em gel e as aulas de educação física não podem ter contato e devem ser realizadas preferencialmente ao ar livre.

Caso as famílias identificarem locais que não estão cumprindo as regras, podem ligar para o número 156 da Prefeitura e informar os problemas.

Atendimento socioemocional

Além disso, serão abertas 14 mil vagas para atendimento socioemocional dos estudantes da rede municipal na Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social (SMADS).

A partir do dia 7 de outubro serão reabertos os Centro para Crianças e Adolescentes (CCAs) também.

Apenas a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) recebeu cerca de cinco mil crianças vítimas de violência doméstica.

Ao todo, serão reabertos cerca de 110 CCAs para atender crianças de 6 a 14 anos, de famílias em áreas de alta vulnerabilidade.

Monitoramento

O secretário estadual de Educação, Rossieli Soares, falou sobre a retomada das aulas presenciais e destacou que o governo deve ter uma atenção especial para o monitoramento de alunos e profissionais em casos de contaminação pelo novo coronavírus.

“À medida que a escola começa a ter testagem, vamos ter monitoramento. Mas sempre que necessário haverá testagem. No mundo inteiro a educação trabalha com monitoramento. Mais importante do que testar é monitorar, para que o próprio teste surta efeito. Para assim tomarmos decisões a cada escola e município”, explicou.

Outros estados

Cada estado do país terá uma forma de retomada das aulas, por conta disso é importante que os pais e estudantes busquem saber como vai funcionar no local onde seu filho estuda.

E exijam, entre outras coisas, que a prefeitura municipal ofereça condições mínimas de higiene para o retorno.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Jheniffer Freitas
Jheniffer Aparecida Corrêa Freitas é formada em Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes. Atuou como assessora de imprensa da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo e da Secretarial Estadual da Saúde de São Paulo. Há dois anos é redatora do portal FDR, onde acumula bastante experiência em produção de notícias sobre economia popular e finanças.