Desemprego diminuiu para 13,7% no início deste mês; taxa é melhor que a de agosto

De acordo com informações do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o país teve uma queda de 13,7% na taxa de desemprego durante a semana, que durou de 30 a 5 de setembro. O dado se refere em relação à semana anterior, que teve o valor de 14,3%.

IBGE aponta que o desemprego diminuiu para 13,7% no início deste mês; taxa é melhor que a de agosto
IBGE aponta que o desemprego diminuiu para 13,7% no início deste mês; taxa é melhor que a de agosto (Imagem: Amanda Perobelli/Reuters)

O número total de desempregados, segundo a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Covid (Pnad Covid-19) foi de 13,044 milhões de pessoas na primeira semana de agosto, o que equivale a uma redução de 4,7% em comparação à semana anterior.

As pessoas que não trabalhavam ou não estavam na procura de emprego nesse período foi de 75 milhões. O aumento foi de 600 mil em relação ao mesmo período anterior. Por outro lado, a taxa de ocupados amentou de 82,2 milhões para 82,3 milhões, na comparação entre as duas semanas citadas.

A pesquisa também aponta que 17,1 milhões de cidadãos desocupados que gostariam de ter um emprego não encontraram uma opção perto de casa ou não procuraram por conta da situação da pandemia do Covid-19. O nível de ocupação se manteve em 48,3%.

Taxa mensal de desemprego

Na quarta-feira passada (23), o IBGE revelou que o desemprego teve alta em relação aos meses de julho e agosto. Em julho, a taxa foi de 13,1% e no mês seguinte subiu para 13,6%. Essa porcentagem equivale ao aumento de 600 mil pessoas sem ocupação.

Em contrapartida, a parcela ocupada teve aumento de 0,8%, correspondente a 84,4 milhões de pessoas.

Crescimento por região

De acordo com os dados coletados, a região Nordeste teve a maior alta no período entre julho e agosto — no valor de 15,7%. Logo em seguida, a região Norte registrou 14,2%. No Sudeste, o aumento foi de 14%. O Centro-Oeste cresceu 12,2%. Por fim, a região Sul aumentou em 10%.

Comparação trimestral

De acordo com informações de hoje (30) do IBGE, a desocupação no país no trimestre de maio a julho foi de 13,8%. Este dado foi o maior já registrado, desde o início da marcação, em 2012. O crescimento foi de 1,2% em comparação com os meses  de fevereiro a abril.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Silvio Souza
Silvio Suehiro Souza é formado em Comunicação Social - Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes (UMC). Possui experiência em produção textual e, atualmente, dedica-se à redação do FDR produzindo conteúdo sobre economia.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA