Alta no IPTU impulsiona venda de imóveis parados em Campinas

A venda de imóveis parados ganhou força em Campinas, impulsionada pela alta no IPTU e o aumento dos preços de imóveis em lançamentos. Os proprietários tem optado por vender ou alugar à arcar com os altos custos do imóvel fechado.

Alta no IPTU impulsiona venda de imóveis parados em Campinas
Alta no IPTU impulsiona venda de imóveis parados em Campinas (Imagem: Reprodução/Google)

A cidade de Campinas é uma das mais requisitadas para se morar, seja pela comodidade que oferece aos moradores, por estar localizada a 90km da capital paulista, pela sua capacidade industrial ou por ter uma das mais importantes universidades do país, a Unicamp.

Campinas é considerada a maior cidade do interior de São Paulo e tornou-se a 7ª maior cidade do país em número de habitantes, que hoje ultrapassa a marca de 01 (um) milhão, segundo dados do IBGE.

Além de benefícios nos transportes públicos e privados, Campinas tem o melhor e mais movimentado aeroporto do Brasil, o Viracopos. A saúde é outro ponto positivo para a cidade, pois possui mais de 100 unidades de saúde (SUS) e uma baixa taxa de mortalidade infantil.

A valorização da região e a alta dos preços em metros quadrados em São Paulo impactaram os imóveis à venda em Campinas. O mercado, que registrou uma alta entre 2018 e 2019, encontra-se estagnado. Quem precisa vender imóveis na cidade tem encontrado dificuldades. Observa-se também um longo prazo para quem vende um apartamento, buscar outro em seguida para comprar ou investir.

Porém, esse cenário crítico não afeta à todos. Devido a alta dos preços da taxa condominial e do IPTU, proprietários que antes ficavam com seus imóveis (de renda) fechados ou parados por meses à espera de uma venda ou locação num preço maior, estão aceitando propostas, para não arcarem com os custos do imóvel fechado.

E a procura para este tipo de imóveis tem sido grande.

O Imposto sobre a Propriedade Predial e Territorial Urbana (IPTU) subiu mais de 3% este ano no estado de São Paulo. Em 2019, o valor também já tinha sido reajustado em mais de 3%.

O aumento se aplica aos valores unitários de m² de construção e de terreno e também sobre os valores das multas provenientes da prática de ilícitos administrativos tributários e os valores venais de referência.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

REDAÇÃO
Cobertura e repercussão de assuntos que impactam o bolso de todos os brasileiros. A redação do FDR.com.br traz diariamente assuntos relevantes de uma forma descomplicada e confiável.