Sabe quais são as prioridades nos gastos dos brasileiros? IBGE divulga esta lista

Pesquisa releva nível de prioridades de consumo dos brasileiros. Nessa quinta-feira (17), o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) liberou um estudo onde mostra com que as famílias mais gastam suas rendas. De acordo com o levantamento, feito entre junho de 2017 e julho de 2018, a grande maioria investe mais com jogos e apostas do que na aquisição de demais produtos.   

publicidade
Sabe quais são as prioridades nos gastos dos brasileiros? IBGE divulga esta lista (Foto Google)
Sabe quais são as prioridades nos gastos dos brasileiros? IBGE divulga esta lista (Foto Google)
publicidade

Em tempos que não se fala de outra coisa se não do preço do arroz, muitos começaram a se questionar sobre a real necessidade de consumo do produto, considerado a base alimentar de grande maioria do país.

Aproveitando a pauta, o IBGE liberou uma análise sobre os investimentos feitos pelos brasileiros na hora de gastar seu dinheiro.  

O estudo fez parte da Pesquisa de Orçamentos Familiares (POF), utilizada para medir o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), que é o indicador da inflação oficial no país.

Durante esse período, se gastou mais com transporte do que com alimentação, garantiu o IBGE. Na sequência, vieram despesas relacionadas a habitação, como aluguel, condomínio, água, luz, gás.  

Distribuição por setor 

Na área de habitação, o aluguel é o item mais caro. Cada cidadão gasta em média R$ 723 por mês para manter a moradia. Já na área de energia elétrica o investimento foi de aproximadamente R$ 136. Por fim, registrou-se também uma quantia de R$ 122 utilizada mensalmente para a manutenção do lar.  

No setor de transporte, o gasto mensal para o deslocamento urbano foi de R$ 43. Já nas famílias que abastecem com gasolina, a despesa foi de aproximadamente R$ 206 por mês. Com álcool o abastecimento custou cerca de R$ 30.  

Na alimentação, visto como o setor mais importante, cada família apresentou um gasto médio de R$ 444. Isso significa dizer que cerca de 67% do salário é destinado para a feira. Carnes e pescados representaram um custo de R$ 89 e aves e ovos cerca de R$ 33.  

Na área da saúde o valor usado para a aquisição de remédios foi de R$ 157 e os de plano de saúde foi de R$ 103. Para tratamentos de dentista registrou-se uma quantia de R$ 20 e demais consultas tiveram um valor de R$ 17. 

Eduarda AndradeEduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestranda em ciências da linguagem na Universidade Católica de Pernambuco e formada em Jornalismo pela mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguagens. No mercado de trabalho, já passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de ter assessorado marcas nacionais como a Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR.