O Detran de Goiás anunciou que será disponibilizado 4 mil vagas para o programa CNH Social, que dispõe a população goiana a emissão da Carteira Nacional de Habilitação de forma gratuita. A CNH Social é dedicada para os mais necessitados.

publicidade
CNH Social GO oferecerá 4 mil vagas ainda em 2020; confira as regras
CNH Social GO oferecerá 4 mil vagas ainda em 2020; confira as regras (Imagem: Reprodução/Google)
publicidade

As oportunidades para a CNH Social valerão ainda este ano. O anúncio aconteceu em agosto, após aprovação do projeto de aprimoramento do Programa CNH Social.

O projeto só espera a sansão do governador Ronaldo Caiado (DEM) para que possa virar lei e possa vigorar. Além do aumento de vagas, houve também outras mudanças em relação aos critérios de desempate.

Novos critérios de desempate da CNH Social

  • O uso do banco de dados do Cadastro Único para Programas do Governo Federal (CadÚnico);
  • Na categoria estudantil, não é mais usado à nota do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), pois agora é analisada a média obtida no ensino médio, de acordo com os dados ofertados pela Secretaria de Estado da Educação;
  • Renda familiar per capita;
  • Maior idade;
  • Número de componentes do grupo familiar;
  • Beneficiário de programa social;
  • Data e hora da inscrição.

A primeira fase do programa foi lançada no último trimestre do ano passado, com o intuito de oferecer 2.010 vagas nas categorias Rural, Urbana e Estudantil.

CNH Social

A CNH é o documento que permiti a condução de veículos automotores dentro do Brasil e em alguns países de forma temporária. A emissão tem um custo alto devido a quantidade de taxas e exames que devem ser realizados.

Por esse motivo, alguns estados possuem programas que oferecem a CNH de forma totalmente gratuita para a população que se encontra em situação de vulnerabilidade. A CNH Social de Goiás é um exemplo dessa iniciativa.

Direitos com a CNH Social GO

Os selecionados receberam isenção de taxas como:

  • Inclusão no Renach (Registro Nacional de Carteira de Habilitação);
  • Licença de Aprendizagem de Direção Veicular;
  • Agendamento de prova teórica;
  • Agendamento de exame prático;
  • Exames médicos;
  • Exames psicológicos;
  • Junta médica, quando se trata de candidato com deficiência;
  • Exame toxicológico, para a categoria profissional;
  • Curso teórico (legislação de trânsito);
  • Aulas práticas de direção e até três retestes.

Gláucia Alves, formada em Letras-Inglês pela Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE). Foi professora por 7 anos. Esse ano começou a trabalhar como redatora e como corretora de redação. Atualmente, trabalha na equipe do portal FDR e realiza consultoria de redação on-line.