Aulas presenciais serão retomadas em 21 de setembro no DF; veja as condições

Em uma audiência realizada ontem, 24, para decidir a data de retorno das aulas presenciais nas escolas particulares do Distrito Federal em meio a pandemia do coronavírus, uma nova previsão de abertura foi definida.

publicidade
Aulas presenciais serão retomadas em 21 de setembro no DF; veja as condições
Aulas presenciais serão retomadas em 21 de setembro no DF; veja as condições (Imagem Google)
publicidade

As aulas presenciais retornam a partir de 21 de setembro, e para melhor organização foi criado este calendário:

  • 21 de setembro: Educação Infantil e Ensino Fundamental II
  • 19 de outubro: Ensino Fundamental II
  • 26 de outubro: Ensino Médio e profissionalizante

Estas datas ainda precisam ser homologadas pelo governo do DF, porém na última semana, o Executivo local sinalizou a intenção de atender a decisão no âmbito judicial e que não determinaria recomendações para as escolas particulares.

Segundo o que ficou decidido, as escolas são obrigadas a:

  • Fornecer luvas descartáveis, protetores faciais, aventais e outros acessórios necessários
  • Uso de gorros e jalecos nas situações de alimentação e contato direto com as crianças
  • É exigido o uso dos Equipamentos de Proteção Individuais para os trabalhadores obrigatórios para cada tipo de atividade,
  • Os empregadores precisam fornecer, máscaras aos empregados, adequadas aos graus de risco de contaminação a que o trabalhador estiver exposto e em quantitativo suficiente e que atenda à limitação do período de uso da máscara
  • Limite máximo de 50% do total de alunos por sala em aulas presenciais, respeitada metade do limite máximo de ocupação do espaço de cada sala, nos termos da legislação educacional e o distanciamento de 1,5 metros os alunos
  • Afastamento imediato de trabalhadores e alunos contaminados
  • Afastamento imediato de trabalhadores e alunos contaminados ou que apresentem sintomas da Covid-19

7 em cada 10 professores não concordam com retorno das aulas presenciais

O Sinproed-DF divulgou ontem (24), o resultado de sua pesquisa virtual com professores a respeito da volta das aulas presenciais em escolas particulares. Segundo o resultado, sete em cada dez professores não concordam com o retorno das atividades presencias.

De acordo com o sindicato, cerca de 1,8 mil professores fizeram a pesquisa. Os dados mostram que 69,9% são contra a volta das aulas durante a pandemia do coronavírus e 30,1% são favoráveis.

O resultado mostrou também que entre os educadores que participaram da pesquisa, 23,62% lecionam na educação infantil e 28,35% no ensino fundamental 1.

Paulo AmorimPaulo Amorim
Paulo Henrique Oliveira, formado em Jornalismo pela Universidade Mogi das Cruzes e em Rádio e TV pela Universidade Bandeirante de São Paulo, atua como do redator do portal FDR produzindo matérias sobre economia em geral e também como repórter do site Aparato do Entretenimento cobrindo o mundo da TV e das artes.