BC firma parceria com Aneel para usar PIX no pagamento de contas de energia

Nesta quinta-feira (20), o Banco Central e a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) assinaram um acordo de cooperação permitindo que o PIX seja usado para realizar o pagamento das contas de luz.

BC firma parceria com Aneel para usar PIX no pagamento de contas de energia
BC firma parceria com Aneel para usar PIX no pagamento de contas de energia (Foto:Google)

De acordo com o diretor-geral da Aneel, André Pepitone, a ideia é que essa cooperação possa reduzir a tarifa de energia

O PIX é um novo meio de pagamentos e transferências que foi desenvolvido pelo BC para facilitar as transações financeiras pelo país. Além disso, ele deve servir para realizar as compras e pagamento de contas.

O mercado espera que o sistema seja a grande alternativa entre os DOCs e TEDs, por conta de ser gratuito e estar disponível a qualquer hora, sete dias por semana. 

O programa vai começar a funcionar no dia 16 de novembro deste ano. O diretor-geral disse que, o uso do PIX vai reduzir o custo operacional para as distribuidoras, que hoje precisam contratar as instituições bancárias que possibilitam o pagamento das faturas pelos clientes.

O Pix implica em redução de custo operacional e com certeza essa redução de custo operacional vai ser capturada, compartilhada com o consumidor, trazendo reflexo positivo nas tarifas.

Já o presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, destacou que o Pix poderá aumentar a eficiência das distribuidoras elétricas e também em outros setores que adotarem o meio de pagamento. 

“Vale lembrar que o instrumento de meio de pagamento instantâneo reduz o custo operacional das empresas de uma forma geral porque você tem uma diminuição de custo tanto de tempo, quanto o custo operacional.”, disse.

Pepitone afirmou que o pagamento realizado por meio do PIX vai permitir que, em caso de corte de energia por conta da falta de pagamento, o religamento vai ser feito de forma mais ágil, já que os recursos vão cair de forma instantânea na conta da distribuidora.

“Nós podemos listar outros benefícios do Pix, como a regularização mais rápida do inadimplemento dos consumidor, uma vez que o pagamento da fatura em atraso cai imediatamente na conta da distribuidora, não sendo necessário esperar 24 horas ou 48 horas para o processamento bancário, evitando então a manutenção do desligamento indevido e proporcionamento uma religação mais célere.”,disse.

Jheniffer FreitasJheniffer Freitas
Jheniffer Aparecida Corrêa Freitas é formada em Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes. Atuou como assessora de imprensa da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo e da Secretarial Estadual da Saúde de São Paulo. Atualmente, é redatora do portal FDR, produzindo pautas sobre economia popular e finanças.