RG Digital: Governo de São Paulo lança aplicativo para facilitar acesso ao documento

Nesta terça-feira (11), a Polícia Civil (PC) do Estado de São Paulo lançou o “RG Digital SP”, que é um aplicativo para obter uma versão digital da carteira de identidade. Agora, o documento poderá ser baixado e armazenado no aparelho celular de forma gratuita. 

RG Digital: Governo de São Paulo lança no aplicativo para facilitar acesso ao documento
RG Digital: Governo de São Paulo lança aplicativo para facilitar acesso ao documento (Foto: Google)

O documento será válido em todo o território nacional, o RG integra uma série de meditas adotadas para a modernização da PC. Esse aplicativo também permite a solicitação da 2ª via do documento físico sem precisar sair de casa. 

A novidade já está em funcionamento. Segundo o órgão, o documento não vai substituir a necessidade de fazer a emissão do RG físico, mas deve agilizar o processo. 

O aplicativo já está disponível nas lojas de aplicativo Google Play e Apple App Store. Para poder baixar o RG digital, os requisitos mínimos de tecnologia necessários são Android 5.0 e iOs 10, ou ambos em versão superior. Além disso, é preciso câmera 5Mpix ou superior e conexão de internet ativa.

O serviço está disponível no aplicativo para as pessoas que tiverem o documento físico emitido a partir de fevereiro de 2014, com Código QR impresso no verso do RG físico, e que estejam cadastrados no Sistema Automatizado de Identificação Biométrica (Abis) da PC. 

A base de dados paulista possui cerca de 35 milhões de prontuários biométricos. Se o cidadão não tiver nenhum dos dois, mas tiver interessado em poder acessar o seu documento de forma mais fácil, deve emitir um novo RG para usar a ferramenta.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE
OPORTUNIDADE
Novo Cartão de crédito queridinho do Brasil, sem anuidade e que você pode solicitar agora 34.787 pessoas já solicitaram

Como usar o RG Digital

Para acessar é preciso baixar o “RG Digital SP”, abrir o aplicativo e selecionar a opção “Adicionar RG”, para escanear o código QR do verso da identidade em papel, seguindo os passos indicados na tela do celular.

O aplicativo vai direcionar o cidadão para a “prova de vida”, feita via tecnologia de reconhecimento facial.  

Se o cidadão trocar de aparelho celular ou desinstalar o aplicativo, é necessário baixar de novo e seguir os passos para acessar o RG Digital. 

Porém, para evitar fraudes o documento virtual só ficará disponível para apenas um aparelho celular, podendo estar bloqueado se houver uma tentativa em outros aparelhos.

Jheniffer Freitas
Jheniffer Aparecida Corrêa Freitas é formada em Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes. Atuou como assessora de imprensa da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo e da Secretarial Estadual da Saúde de São Paulo. Atualmente, é redatora do portal FDR, produzindo pautas sobre economia popular e finanças.