Reforma tributária vai atingir diretamente o bolso dos motoristas no RS

A proposta de Reforma tributária enviada pelo governo do Rio Grande do Sul no dia 10 de agosto (segunda-feira), prevê redução no valor do combustível oferecido a população gaúcha. A medida foi enviada a Assembleia legislativa e tem outras mudanças previstas para os motoristas e a população do estado.

Reforma tributária vai atingir diretamente o bolso dos motoristas no RS
Reforma tributária vai atingir diretamente o bolso dos motoristas no RS (Imagem: Governo do estado do RS)

Segundo o governo do estado do Rio Grande do Sul a redução no combustível é porque a proposta de Reforma tributária prevê baixa na alíquota de ICMS dos combustíveis.

Mas, além dessa proposta, foi sugerido a Assembleia Legislativa o acréscimo na alíquota do IPVA (Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores) de 3% para 3,5%.

O estado do Rio Grande do Sul disponibilizou um simulador criado pelo órgão para que os cidadãos gaúchos possam realizar os cálculos de acordo com cada especificidade.

Além disso, nessa plataforma é possível fazer os gastos com telefone, combustível e outras despesas com o transporte, como IPVA, taxa de licenciamento e seguro do veículo.

Dessa maneira, o cidadão basta indicar o valor do veículo e ter acesso ao valor do IPVA já com o acréscimo de 0,5% previsto pela Reforma tributária. Por exemplo, um carro no valor de R$ 30 mil, no ano de 2019 precisou pagar de IPVA R$ 900,00, mas com o reajuste esse valor passará a ser de R$ 1.050,00.

Segundo o governo, mesmo com o aumento do IPVA que pode ser aprovado pela Assembleia Legislativa, o órgão prevê redução nos gastos, por causa do valor mais baixo do combustível. Veja como isso se aplica:

Um carro que durante um mês faz o percurso de mil quilômetros, apresentando um consumo médio de 10 quilômetros por litro, conseguirá ter uma economia de quase R$ 30,00 por causa da queda na alíquota do preço do combustível, que mudará de 30% para 25%.

A proposta de Reforma tributária não só apresenta reajustes para os veículos e combustíveis, mas também atingirá outras áreas como telefonia que, possivelmente, terá uma redução da alíquota, passando de 30% para 25%. Dessa maneira, quem paga R$ 100,00 por mês passará a pagar R$ 93,33, ou seja, terá uma economia de R$ 6,67.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Glaucia Alves
Gláucia Alves é formada em Letras-Inglês pela Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE). Atuou na área acadêmica durante 8 anos. Em 2020 começou a trabalhar como corretora de redação. Atualmente, trabalha na equipe do portal FDR, produzindo conteúdo sobre economia e direitos da população brasileira, onde já acumula anos de pesquisa e experiência. Além de realizar consultoria de redação on-line.