Veja como está sendo feita a reabertura do comércio na Bahia, Ceará e Pernambuco

PONTOS CHAVES

  • Em Pernambuco, governo reabriu centros de compras, bares e restaurantes
  • Na Bahia, isolamento social leva em consideração taxas de ocupação das UTI’s
  • No Ceará, aulas da rede pública e privada seguem sem previsão de retorno

“Novo normal” começa a ser aplicado nos estados nordestinos e processo de reabertura do comércio é iniciado. Após meses com a economia paralisada, as principais capitais nordestinas dão início a um processo de reabertura de suas atividades. Em Pernambuco, no Ceará e na Bahia os governos estão aplicando planos estratégicos que determinam um funcionamento gradual de seus setores.   

Veja como está sendo feita a reabertura do comércio na Bahia, Ceará e Pernambuco
Veja como está sendo feita a reabertura do comércio na Bahia, Ceará e Pernambuco (Foto: Jornalista Edson Silva)

Sendo o primeiro estado a adotar as medidas de isolamento e segurança contra o novo coronavírus, Pernambuco começa a enfrentar um período mais ameno em relação ao número de infecções.

Ainda em março, o governador Paulo Câmara suspendeu completamente as atividades comerciais e culturais e desde então vem realizando um monitoramento por setor para tentar minimizar os impactos da crise econômica.  

No último dia 6, o estado informou que estaria avançando no Plano de Convivência das Atividades Econômicas com a Covid-19. A partir da redução de contágio, as atividades começaram a ser reabertas. Atualmente, no Recife, o comércio já está funcionando, assim como grandes centros de compras (shoppings), restaurantes e bares.  

No entanto, há uma série de ações que precisaram ser implementadas. O uso de máscaras tornou-se obrigatório, os shoppings devem funcionar com horário reduzido e capacidade de pessoas limitadas.

As praças de alimentação inicialmente só funcionavam por delivery ou pegue e leve, mas agora foram reabertas e a retirada das máscaras só é permitida na hora do consumo do alimento.  

No interior, cidades como Caruaru, Garanhuns, entre outras, voltaram a reabrir seus polos de confecções mediante o cumprimento dos protocolos de segurança. No sertão, os serviços de alimentação devem funcionar das 6h às 20h, com 50% da capacidade total de clientes.  

De acordo com a estratégia do governo, serão realizadas 11 etapas para a reabertura dos setores e todas elas ficam suspeitas a suspensão caso o número de infectados aumente.  

Reabertura do comércio na Bahia  

Na Bahia, o plano de reabertura do comércio foi iniciado no dia 7 de julho. Até o momento, a capital Salvador está na fase 1, permitindo que os shoppings centers, centros comerciais, templos, drive-ins e comércio de rua acima de 200 m² funcionem a partir da aplicação dos protocolos de segurança.  

Os bares e restaurantes deverão ser reabertos na próxima semana, juntamente com os salões de beleza e barbearias e centros culturais, museus e galerias de arte. Ainda não há previsão para cinemas e shows em espaços públicos ou privados. Todas as atividades que requerem aglomerações a grande nível permanecem suspensas.  

Veja como está sendo feita a reabertura do comércio na Bahia, Ceará e Pernambuco (Imagem: Google)

O governo determinou que o uso de máscaras passasse a ser obrigatório e está disponibilizando mais de 12 mil produtos para toda a população. Nas ruas, há uma fiscalização em caso de descumprimentos das medidas.

Os estabelecimentos estão aferindo a medida dos cidadãos e controlando o número de pessoas por metro quadrado.  

No transporte público, as atividades estão funcionando, mas com um número reduzido por veículo. Já nas UTI’s, a taxa de ocupação está sendo frequentemente atualizada para permanecer a baixo de 70%. As aulas da rede pública e privada seguem sem previsão e deverão funcionar de forma remota.  

Ceará 

Um dos estados mais afetados pela pandemia, o Ceará começou a enfrentar a flexibilização da quarentena a partir do início de junho. O governo implementou um plano de retomada dividido em etapas que levam em consideração a situação econômica de cada setor.  

Atualmente, o comércio voltou a funcionar, juntamente com os restaurantes e centros de compras. No entanto, cinemas e bares permanecem sem previsão. Em Fortaleza, as praias estão liberadas, mas é preciso utilizar as máscaras em toda a Orla.  

As aulas da rede pública e privada ainda estão suspensas e de acordo com a secretaria de educação só poderão ser retomadas com a aplicação de um plano estratégico que ainda está sendo elaborado. O transporte público também voltou a funcionar, mas com uma limitação por veículo e horário reduzido.  

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Eduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestranda em ciências da linguagem na Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo pela mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR, onde já acumula anos de experiência e pesquisas sobre economia popular e direitos sociais.