Alguns integrantes do governo estão cogitando estender o auxílio emergencial até o mês de dezembro. Isso acontece porque o Renda Brasil ainda não está definido para ser lançado. Mesmo que seja mantido, o auxílio terá uma redução no valor, pois o governo afirma não ser possível manter os R$ 600.

publicidade
Veja valor do auxílio emergencial que poderá ser pago até o fim de 2020
Veja valor do auxílio emergencial que poderá ser pago até o fim de 2020 (Imagem: Reprodução Google)
publicidade

Fontes afirmam que o valor poderá ser de R$ 200, que seria o valor inicial proposto pelo governo e rebatido pelo congresso.

Em abril, quando se discutiu o pagamento do benefício, o governo federal defendeu o pagamento de R$ 200, mas o Congresso Nacional insistiu que fosse, ao menos, R$ 500. Por fim, ambas as partes decidiram pelos R$ 600, pagos atualmente.

Vale ressaltar que, para manter para mais três parcelas, o governo precisará ainda da aprovação do congresso. Caso seja aprovado, o auxílio seria pago em outubro, novembro e dezembro desse ano.

Segundo estimativas do Ministério da Economia, a ampliação do programa custaria R$ 203 bilhões aos cofres públicos.

Liberação de mais uma parcela do auxílio emergencial

Na última quarta-feira, dia 5, foi liberada mais uma parcela do auxílio emergencial. Os R$ 600 foram pagos para os nascidos no mês de maio.

Vale lembrar que o dinheiro será depositado na conta poupança social digital e poderá ser movimentado pelo aplicativo Caixa Tem.

O app pode ser baixado gratuitamente nas lojas Google Play Store e Apple Store. Está disponível para usuários Android e iOS.

O usuário poderá pagar contas, efetuar compras online ou em estabelecimentos físicos por meio do QR Code. Isso deverá ser feito até que o dinheiro seja liberado para saque ou transferência.

Nessa data, as pessoas nascidas no mês em questão e que ainda não receberam a primeira parcela do auxílio também terão o dinheiro depositado em conta.

Lembrando que o mesmo acontecerá para os beneficiários de maio que ainda vão receber o crédito da segunda ou terceira prestação. Em resumo, esses pagamentos estão acontecendo em ciclos.

Para identificar em qual dos grupos você se encontra, é preciso acessar o endereço https://auxilio.caixa.gov.br/#/inicio. Nele, você vai consultar sua situação cadastral e identificar de qual ciclo faz parte. Após isso, basta acompanhar os calendários.

 

 

 

Amanda Castro é graduada em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pela Universidade Católica de Pernambuco (UNICAP). É responsável pela área de negócios, tráfego e otimização SEO do portal FDR. Além disso, é também redatora do portal FDR, produzindo pautas sobre economia popular, finanças e programas sociais.