A partir de 2021, o estado de São Paulo terá mudanças na grade curricular do Ensino Médio. Pela ordem, a alteração acontecerá primeiramente no primeiro ano e segue em 2022 para o segundo e em 2023 para o terceiro.

publicidade
Alunos do ensino médio em SP poderão escolher áreas de preferência para estudar
Alunos do ensino médio em SP poderão escolher áreas de preferência para estudar (Foto: Google)
publicidade

A mudança no Ensino Médio foi sancionada pelo governo de Michel Temer em 2017, e o estado de São Paulo será o primeiro a implementar.

De acordo com o governador do estado, João Dória (PSDB), a ideia é que a escola se aproxime do jovem atual.

“O novo currículo do ensino médio de São Paulo terá 12 opções de cursos que permitirá aos alunos a escolha da disciplina ou das disciplinas com as quais eles mais se identificam. O objetivo é criar uma escola que dialogue com a realidade atual da juventude, que se adapte as necessidades dos estudantes e os prepare para viver em sociedade e enfrentar os desafios de um mercado de trabalho dinâmico”, afirmou.

A nova proposta já foi aprovada pelo Conselho Estadual de Educação. É preciso lembrar que será um desafio fazer com que os jovens se interessem, afinal, estamos passando por um ano letivo atípico. Por conta da pandemia, os estudantes estão em casa e tendo aulas à distância.

Como serão as mudanças no ensino médio

Esse novo currículo deve ser utilizado por escolas públicas e também pelas particulares. Dentro dele, o estudante poderá optar por duas áreas de conhecimento, nelas estão as opções: linguagens, matemática, ciências da natureza e ciências humanas.

De acordo com a secretaria da educação, as matérias básicas continuarão na grade curricular. Junto com elas, estarão aquelas que os estudantes decidirem se aprofundar. Em 2021, os alunos já poderão fazer suas escolhas ao ingressarem no primeiro ano.

Além disso, as escolas deverão dar as opções de: formação profissional ou formação técnica. Com isso, as aulas no estado de São Paulo terão 150 horas a mais que o atual.

A ideia é que o estudante opte por matérias que tenham a ver com os seus objetivos profissionais para o futuro.

 

Amanda Castro é graduada em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pela Universidade Católica de Pernambuco (UNICAP). É responsável pela área de negócios, tráfego e otimização SEO do portal FDR. Além disso, é também redatora do portal FDR, produzindo pautas sobre economia popular, finanças e programas sociais.