Nova CPMF: O que Bolsonaro acha sobre a criação do imposto?

Criação de novos impostos vira ponto de conflito na presidência. Nessa semana, o chefe de estado, Jair Bolsonaro, precisou se pronunciar sobre o desenvolvimento de um novo CPMF. A iniciativa é do ministro da economia, Paulo Guedes, e faz parte do projeto da reforma tributária. Ao informar as novas tarifas, o gestor foi questionado sobre a possibilidade de redução na faixa de isenção do IRPF, alegando estar avaliando o processo.   

Nova CPMF: O que Bolsonaro acha sobre a criação do imposto? (Imagem: Reprodução - Google)
Nova CPMF: O que Bolsonaro acha sobre a criação do imposto? (Imagem: Reprodução – Google)

reforma tributária é um ponto anunciado desde a época de campanha do presidente Jair Bolsonaro. De acordo com ele, o projeto tem como finalidade facilitar e otimizar as cobranças federais, fazendo assim com que a União consiga obter recursos de forma mais rápida.

Sobre a criação de um novo CMPF, Bolsonaro garantiu que só será validado caso compensado com a extensão de outro imposto.  

— O que eu falei com o Paulo Guedes é que pode ser o imposto que você quiser. Tem que ver do outro lado o que vai deixar de existir. Se vai diminuir o IR (Imposto de Renda), desonerar folha de pagamento, acabar com o IPI (Imposto sobre Produto Industrializado) — disse o presidente. 

Guedes cria um novo CPMF 

Na última sexta-feira (31), Bolsonaro teria dado o aval para que Guedes testasse a aceitação do novo CMPF. O imposto será destinado aos serviços bancários digitais, fazendo com que empresas como bancos online passem a pagar pelas atividades financeiras.

De acordo com o presidente, a decisão de anunciar o novo tributo teve como finalidade ver a aprovação do mesmo a nível nacional. Entretanto, em caso de rejeição, garantiu considerar não aplicar as alterações.  

— Não tem aumento de carga tributária, é para substituir imposto. Para aumentar o pessoal não aguenta mais. Se o povo não quiser, então deixa como está. — 

Posicionamento da Câmara 

Na Câmara dos Deputados, o presidente Rodrigo Maia já se posicionou de forma contrária. De acordo com ele, a aplicação de um novo imposto resultará em um aumento na carga tributária e irá gerar um impacto negativo na economia nacional. 

— Não é apenas aumento da carga tributária. Tem todo o impacto negativo na economia de um imposto parecido com a CPMF — afirmou Maia. 

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Eduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestranda em ciências da linguagem na Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo pela mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA