publicidade

Foi prorrogado até 30 de setembro, o programa Supera-DF. A iniciativa foi criada pelo Banco de Brasília e oferta a seus clientes, pessoa física ou jurídica, soluções para atenuar as perdas econômicas decorrentes da pandemia do coronavírus.

Empréstimo Supera-DF foi prorrogado no Banco de Brasília; veja como contratar
Empréstimo Supera-DF foi prorrogado no Banco de Brasília; veja como contratar (Imagem: Google)
publicidade

O programa que tinha uma previsão de duração inicial de apenas três meses, já movimentou R$2,7 bilhões, o que representa três vezes mais do que o projetado. O Supera-DF oferta diferentes linhas de crédito que contam com prazos de pagamento de até 120 meses, carência de até um ano e taxas de juros partindo de 0,80% por mês.

Linhas de crédito com o Supera-DF

Um estudo feito pelo Banco de Brasília revelou que cerca de 7 mil empresas procuraram a instituição com interesse nas novas linhas de crédito, ou para repactuar financiamentos feitos no passado e que estavam em dia até o dia 18 de março, data de lançamento do Supera-DF.

Foram abertas 2.796 novas contas de pessoas jurídicas (conhecidos como clientes PJ), tendo sido aprovados R$ 1,452 bilhão em crédito e atendidas mais de 3.500 empresas. Já no segmento Pessoa Física (PF), o programa atendeu 29 mil clientes.

Caixa finaliza limite de crédito disponível para o Pronampe

O Pronampe (Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte), disponibilizou através da Caixa Econômica, R$4,4 bilhões pra micro e pequenas empresas. Entre contratos firmados e propostas na fase final da análise, a Caixa já esgotou os recursos autorizados pelo FGO (Fundo Garantidor de Operações), que é de R$5,9 bilhões até o momento.

Em números, são 8.234 pré-contratos assinados, que juntos chegam em R$1,2 bilhão aguardando a liberação do valor, fora as demandas de clientes em que sua documentação está sendo analisada pelo banco.

Em média, o tempo de espera para a finalização do processo é cinco dias úteis. A Caixa começou a operar com o Pronampe em 16 de junho.

A Caixa disse que além do Pronampe, o banco oferta várias linhas de crédito voltadas para micro e pequenas empresas (MPE), como o Crédito Assistido Sebrae, garantido pelo Fundo de Aval para as Micro e Pequenas Empresas (Fampe), em parceria com o Sebrae para microempreendedores individuais (MEI) e MPEs.

Até o momento, a Caixa contratou R$1,8 bilhão pelo Crédito Assistido Sebrae e ao somar com o valor disponível do Pronampe, alcança R$7,7 bilhões.

Paulo Henrique Oliveira, formado em Jornalismo pela Universidade Mogi das Cruzes e em Rádio e TV pela Universidade Bandeirante de São Paulo, atua como do redator do portal FDR produzindo matérias sobre economia em geral e também como repórter do site Aparato do Entretenimento cobrindo o mundo da TV e das artes.